CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / MOMENTO DE PAZ

‘Quando estou vivenciando uma fase difícil, tento transformar’, confessa Mariana Rios

Em entrevista à CARAS Brasil, a atriz e apresentadora Mariana Rios abre o coração e fala de vida e autoconhecimento

Mariana Rios fala de autoconhecimento em novo projeto - Reprodução/Instagram
Mariana Rios fala de autoconhecimento em novo projeto - Reprodução/Instagram

Aos 30 anos de carreira, Mariana Rios (38) desfruta de um fase mais zen de sua vida pessoal e profissional. A atriz, apresentadora, cantora, compositora, influenciadora e empresária está se dedicando a novos projetos e o principal deles, neste momento, é o lançamento do Basta Sentir, uma imersão para promover o autoconhecimento e a expansão da consciência. Em entrevista à CARAS Brasil, além de dar detalhes sobre a novidade, ela abre o coração: "Quando estou vivenciando uma fase difícil, tento transformar".

Ao falar de vida pessoal, a artista conta que quando parece que tudo está dando errado para ela, tenta ver por um lado mais positivo. "Principalmente, quando estou vivenciando uma fase mais difícil, tudo o que acontece comigo, tento transformar. Então, quando vivo esses momentos, esses picos de estresse, é quando sinto que eu mesma estou me testando de alguma forma. Aí, é quando mais entro em contato comigo. Me pergunto: Por que estou me abrindo dessa forma para que esses eventos aconteçam e por que deixo mexer tanto comigo? Por que estou me colocando neste estado de vulnerabilidade? Isso é autoconhecimento, do que você falar: Nada dá certo para mim”, diz.

“Quando você sente que está sendo testado, a pergunta que tem que ser feita é: Por que estou me colocando para teste? Tudo é responsabilidade nossa. Tiro a palavra culpa. Nós somos responsáveis pela nossa vida. O mais fácil é você jogar a responsabilidade para o outro, ou para o universo, para a vida. Não. Qual a responsabilidade que você assume para tais fatos estarem acontecendo na sua vida?”, emenda Mariana.

Na próxima sexta-feira, 17, e no sábado, 18, a atriz estará em São Paulo promovendo o Basta Sentir, cujas inscrições estão esgotadas. O evento promete desvendar estratégias práticas para um profundo autoconhecimento, cultivo da inteligência emocional e expansão da consciência. Serão mais de 10 horas de conteúdo e experiências. O público-alvo inclui empresários, executivos criativos, influenciadores e entusiastas do auto aperfeiçoamento, que buscam crescimento e desenvolvimento pessoal.

“Quando me perguntam qual o objetivo da imersão, se é a busca da felicidade, a minha resposta é: Não acredito em felicidade plena, não acredito na busca pela felicidade porque é uma busca que você vai se frustrar. Acho que quando você busca se auto conhecer, quando você sabe quem você é, você muda suas referências, e aí começa a conduzir sua vida de uma forma em que o aproveitamento desses pequenos momentos de felicidade, se torna maior, que aí você entende que vai passar por momentos felizes, tristes, por momentos de dificuldade, de satisfação e que não tem como fugir disso”, ressalta.

Para Mariana, quando a gente passa a se aceitar, porque se conhece, não briga mais com você mesmo, e o tempo todo. “É um momento de evolução também. De você escolher o que te faz bem e de aprender a dizer não. Acho que a nossa busca é o autoconhecimento, como usar a palavra a seu favor, usar o pensamento para conseguir o que deseja, porque a gente usa muito pouco a nossa capacidade cerebral, então a nossa tendência é pensar e verbalizar justamente o que a gente não quer e acaba atraindo isso”, fala.

A artista conta também que a ideia surgiu de forma natural. “Nunca foi um planejamento de carreira, algo sendo traçado como uma meta para que acontecesse. Aconteceu mais ou menos há uns dois anos, quando fui sofrendo várias transformações, sabe? Pessoais, profissionais, essa busca pelo meu propósito, pelo o que eu vim fazer; essa pergunta que a gente faz o tempo todo. E essa resposta vem sendo dada ao longo dos anos porque estava nessa busca”, explica.

TRABALHO NAS REDES SOCIAIS

Mariana Rios tem sido bastante elogiada por vídeos de reflexão que costuma compartilhar em suas redes sociais, que fala de vida, angústias, sofrimentos, alegrias. E ela fala um pouco disso também. “Quando esses textos começaram a brotar na minha cabeça, tudo o que passo na rede social, tudo o que escrevo, tudo que transformo em vídeo e entendendo como as pessoas consomem esses vídeos, penso em como eles podem ajudar as pessoas, e como essa troca é importante”, salienta.

“Não só para mim, mas para aqueles que estão ali acessando, entendi muito mais sobre esse propósito. Ele ficou muito claro pra mim. E fui me abrindo cada vez mais para isso, escrevendo cada vez mais, fazendo vídeos também, tendo uma troca maior com as pessoas, de perguntas e respostas, até que chegou a essa vontade imensa de fazer isso presencialmente”, emenda.

A atriz e apresentadora ainda conta como as reflexões surgem. “Não tem uma regra. Você tem que estar bem por dentro. Lógico que o ambiente colabora, muito. Dependendo do ambiente, ele te provoca estresse, então a gente tem que cuidar muito bem da rotina. Mais do que qualquer outra posição que eu ocupe, dentro das coisas que eu faço, de atuar, cantar, apresentar, acho que a coisa mais gratificante é quando você percebe que o que faz, faz diferença, positivamente, na vida das pessoas”, afirma.

'Não acredito em felicidade plena', confessa atriz e apresentadora Mariana Rios
Mariana Rios tem vivido uma fase mais plena e consciente de sua vida - Reprodução/Instagram

COMO CUIDA DA SAÚDE MENTAL

Mariana Rios fala ainda de saúde mental. Ela revela que fez terapia a vida toda. Depois, passou a fazer psicanálise. “Fiz por três anos, e dei uma pausa tem mais ou menos um ano. Na verdade, pedi para dar essa pausa. Senti essa necessidade de não ter uma terceira pessoa falando e experimentar, já que tinha feito a vida toda. Mas uma coisa que a gente combinou, foi fazer esporadicamente antes do leite entornar. Ainda mais quando você tem muitos afazeres”, conta.

A entrevista acontece num momento em que a artista estava mais reclusa, cercada pela natureza. Ela, então, destaca: “E a calmaria, não quer dizer que a pessoa, porque ela mora em uma fazenda, ou está no campo, que a rotina dela não tem barulho, que ela vai ser uma pessoa menos estressada, que ela não vai infartar, por exemplo. Não quer dizer nada. Acho que a gente precisa construir nosso entorno, a sua casa diz muito sobre você, a energia envolta, diz muito sobre você, mas a casa interna, casa do nosso corpo e mente, precisa ser mais cuidada”, finaliza.