CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / GENTE!

Motorista que atropelou Kayky Brito arrecada fortuna em vaquinha e comemora: "Feliz"

Motorista que atropelou Kayky Brito arrecada cinco vezes mais do que o esperado; veja

Gustavo Assumpção

por Gustavo Assumpção

gassumpcao@caras.com.br

Publicado em 08/09/2023, às 08h02

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Motorista que atropelou Kayky Brito - Reprodução/ Instagram
Motorista que atropelou Kayky Brito - Reprodução/ Instagram

O motorista de aplicativo Diones Coelho da Silva se pronunciou após bater a meta da vaquinha online que abriu após o acidente. É que o resultado surpreendeu o profissional, que arrecadou muito mais do que o previsto.

Após o acidente envolvendo Kayky Brito na semana passada, ele pediu ajuda e superou todas as expectativas. Até o momento, rapaz já arrecadou mais de R$ 172 mil, segundo números da manhã desta sexta-feira, 8. O valor arrecadado é bem superior à meta, estipulada em R$ 30 mil. Mais de 5 mil pessoas ajudaram o motorista. 

Em entrevista exclusiva a Splash, ele se disse feliz ao bater a meta e conseguir se manter firme até retomar o trabalho. "Estou muito feliz e grato. Feliz que vou poder consertar o meu carro e feliz que os brasileiros se sensibilizaram com a minha causa. Só de saber que vou conseguir voltar a trabalhar, o que amo fazer, já sou eternamente grato", disse emocionado.

Ontem, a família de Kayky Britoagradeceu ao motorista pelo socorro imediato. "Deixamos aqui também pública, reiterando o que já falamos pelo telefone, nossa genuína gratidão ao Diones Silva, motorista que foi um verdadeiro anjo na vida do Kayky, prestando socorro imediato para o mesmo, fato que com certeza salvou a vida dele! Seremos eternamente gratos! Por aqui, estamos concentrados na recuperação do Kayky, com muita fé, amor e gratidão”, afirmaram.

Vaquinha

Motorista reaparece na internet

Dias depois do atropelamento, o motorista Diones Coelho da Silva apareceu na internet para pedir ajuda e contou que ficou abalado com a situação."Tenho a minha consciência tranquila. Desde o acidente estou muito abalado. Abalado com o estado de saúde do Kayky, com a massificação da mídia. Fico pensando no filhinho dele, sou pai também", declarou ele ao UOL.

Sem dinheiro para fazer reparos no carro, ele também foi expulso pela plataforma na qual trabalhava. "Não tenho como trabalhar [sem o carro]. Para a minha surpresa, o aplicativo me bloqueou, mesmo com as investigações apontando [até agora] uma fatalidade. Nunca tive nenhuma intenção de machucar o menino".