CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / Exclusiva!

Mãe de Alice, Morgana Secco relata desafios de conciliar maternidade e carreira

Em entrevista para à CARAS Digital, Morgana Secco, mãe de Alice, a 'menina das palavras difíceis', fala sobre maternidade, carreira e seu novo projeto

Daniela Santos

por Daniela Santos

dsantos_colab@caras.com.br

Publicado em 12/05/2024, às 08h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Morgana Secco com as filhas, Alice e Julia - Reprodução/Instagram
Morgana Secco com as filhas, Alice e Julia - Reprodução/Instagram

Morgana Secco é mãe de Alice, de quatro anos, que ficou conhecida como a menina das palavras difíceis, e de Julia, de 1 aninho, fruto de seu relacionamento com Gustavo Schiller. Com mais de 4 milhões de seguidores no Instagram e TikTok, além de meio milhão de inscritos no YouTube, a fotógrafa compartilha com os fãs o dia a dia da família e aborda temas voltados para a maternidade e estilo de vida.

Em entrevista à CARAS Digital, a criadora de conteúdo falou sobre a exposição da família na internet, os desafios da maternidade e carreira, além do curso que lançou recentemente, que aborda conteúdos essenciais para a criação dos filhos com consciência e leveza.

Antes mesmo do primeiro vídeo de Alice viralizar, ela já produzia conteúdos para as redes sociais. Contudo, Morgana viu sua vida mudar completamente em fevereiro de 2021, quando a primogênita passou a ser conhecida por pronunciar de forma correta as palavras 'oftalmologista', 'proparoxítona' e 'paralelepípedo'. O sucesso na internet fez com que a família participasse de programas na TV, e conquistasse diversos fãs.

"Já se passaram 3 anos e eu ainda me pego achando surpreendente tudo o que aconteceu. Uma família comum vivendo suas vidas e de repente 'boom'. Todo mundo sabe quem somos. Acho que lidar com isso [a fama] foi um processo que fui aprendendo conforme as questões se apresentavam. Mas acho que sempre lidei bem. Tive sempre muita consciência dos nossos valores, do que queria ou não para nossas vidas e isso ajudou a traçar um caminho de construção dessa nova fase que fosse positivo", afirmou.

A fotógrafa também contou como lida com tanta exposição. "De início foi meio assustador porque foi muito rápido e uma viralização muito forte. Como eu não estava esperando e nunca imaginei viver isso, fiquei assustada e me perguntando se tinha feito algo que não deveria. Mas aos poucos fui ficando mais tranquila, as mensagens que as pessoas me mandavam eram muito positivas. Muita gente agradecendo pelo que eu compartilhava e me dizendo o quanto tudo aquilo fazia bem para elas", disse ela, ressaltando que 'quase nada mudou' após a fama, mas às vezes precisa lidar com palpites dos seguidores e até haters.

"As pessoas se sentem próximas porque a internet gera essa conexão mesmo, e não vejo como algo problemático, apesar de ser meio chato às vezes. Tento lembrar que são pessoas querendo ter participação em algo que elas gostam, como se fosse com algum amigo próximo, sabe? E que a imensa maioria das vezes elas não fazem por maldade, mas por acharem que estão ajudando e não se darem conta que podem estar sendo inconvenientes", explicou.

"Agora com relação aos hates, as primeiras vezes foram difíceis de lidar. Como pessoa não pública, não estamos acostumados às pessoas nos criticando de maneira maldosa no nosso dia a dia, então quando isso começou me incomodava muito. Mesmo que fossem milhares de comentários positivos todos os dias e um negativo, parece que nosso cérebro não consegue se esquecer justamente daquele comentário negativo. Mas logo entendi que não era só comigo, que isso era inevitável e que eu teria que aprender a lidar com isso se quisesse seguir [...]. Além disso, entendi que os comentários das pessoas tinham mais a ver com as dores e o repertório que elas têm da vivência delas, do que comigo. Então, hoje é muito difícil que esses comentários de pessoas desconhecidas e que normalmente se escondem em perfis fakes, me incomodem."

O fato de não morar no Brasil também deixou a família mais confortável. Natural de Lajeado, no Rio Grande do Sul, Morgana mora em Londres com a família desde 2017, e no momento eles não pensam em se mudar. "Apesar do meu trabalho atualmente estar todo no Brasil e morar no Brasil facilitaria para os negócios, não pensamos em mudar. Inclusive o fato da Alice ser conhecida é um dos pontos que favorecem nossa escolha de morarmos em Londres. Aqui ela tem a possibilidade de ter uma infância comum e crescer longe dos holofotes e isso é importante para a gente", explicou.

Maternidade

Morgana é mãe de duas meninas e, com o crescimento delas, consegue notar que as filhas possuem algumas diferenças bem marcantes. "Alice sempre foi uma criança tranquila, mais séria, mas sempre gostou de se arriscar quando está aprendendo algo novo. Julia, por outro lado, sempre foi muito mais agitada, sapeca e sorridente, se movimenta mais, mas, ao mesmo tempo, é muito cuidadosa e precisa se sentir confiante antes de tentar algo novo. Alice sempre amou ser independente, Julia ama toque físico e ficar grudada. Acho as duas encantadoras, cada uma do jeitinho que são", analisou a mãe babona. 

Ela também refletiu sobre a maternidade e afirmou que essa experiência é como "uma viagem para um local novo só com passagem de ida". "Para embarcar, você se compromete em dedicar um pedaço da sua vida a outro ser humano. A vida muda para sempre depois dos filhos. É muito trabalhoso, mas também nos traz muitos prazeres e aprendizados. Um intensivo de doação e de amor que viagem nenhuma poderia nos proporcionar. É trabalhoso e exige bastante de nós, do tempo, da atenção, do afeto, do criar uma vida, mas, ao mesmo tempo, é extremamente gratificante quando no dia a dia conseguimos sentir que estamos colhendo os frutos e nos fortificando como família", ressalta ela. 

Após duas gestações, a influencer se enxerga como uma "mãe muito consciente". "Penso sempre no que tenho de mais precioso para proporcionar para o desenvolvimento e saúde para as minhas filhas: nosso tempo juntas e liberdade para elas explorarem o mundo. Quando você se torna mãe, ali você descobre o quanto isso exige de você, e apesar dos desafios da maternidade sempre tento levar com bastante leveza. [...] Um dia acreditamos que vamos sentir saudade de cada uma dessas fases que elas estão passando agora, então apesar de nem sempre ser fácil e exigir muito de nós todos os dias, é algo com que tento lidar da melhor forma que conseguir, tendo altos e baixos, mas por ser muito consciente, sei que faz parte do processo e estou feliz com o que estou construindo como mãe", acrescentou. 

Carreira e novo projeto

Antes de ser mãe, Morgana, que era fotógrafa de famílias, já criava conteúdo para as redes sociais para ajudar na divulgação do seu trabalho. Depois do sucesso nas redes sociais, ela passou a se dedicar mais a esse trabalho e se aprofundar em assuntos que gosta, além da maternidade, como o estilo de vida que eles levam e a beleza no cotidiano.

Hoje em dia, a influencer conta com uma equipe para ajudá-la nos trabalhos, assim ela consegue se dedicar a maternidade e a internet. "Atualmente meu marido trabalha comigo e divide os cuidados com as crianças. Alice já vai para a creche, então alivia um pouco, mas Julia tem 1 ano e ainda fica o dia todo em casa. Fazemos questão de ajustar nossas rotinas para poder dar atenção a elas nesses primeiros anos, que é nossa prioridade, mas temos babá por três tardes por semana para conseguirmos trabalhar um pouco mais. No trabalho também tenho outras pessoas que me ajudam... Muita gente minimiza ou não faz ideia do trabalho que dá a criação de conteúdo, mas é um ecossistema de empresa e tem muitas frentes que precisam ser gerenciadas", explicou.

Além dos conteúdos que faz para a internet, Morgana Secco lançou um curso online sobre a maternidade. A decisão aconteceu após receber pedido dos seguidores e também ter o desejo de compartilhar seus aprendizados com outras famílias. Ela demorou mais de um ano para desenvolver o conteúdo, que contou com a ajuda uma grande amiga, Emilia Saatkamp, que é psicóloga e especialista em parentalidade.

"A participação dela me ajudou a embasar alguns conhecimentos e a me dar confiança que tudo o que está sendo passado faz sentido. Sou super detalhista e responsável com os conteúdos que compartilho e queria que tudo estivesse fundamentado, mas que, ao mesmo tempo, tivesse uma didática simples e que fosse de fácil compreensão por qualquer pessoa", contou a influencer, revelando que a repercussão do curso foi bastante positiva.

"Um dos meus propósitos com meu trabalho é levar conteúdo de qualidade para que outras mães e pais consigam fazer escolhas e tomar atitudes mais conscientes na criação de filhos e esse foi meu maior foco com esse curso. Saber que as pessoas que estão participando têm interesse genuíno em criar seus filhos com mais respeito, empatia, vínculo e liberdade (alguns temas abordados no curso) me deixa esperançosa e feliz sobre o impacto que pode ter na vida dessas famílias", completou.