CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / Eita!

Matteus enfrenta polêmica após faculdade expor novo detalhe em fraude em cotas

Após Matteus justificar o uso de cotas raciais na faculdade, a instituição contradiz declaração e revela que ele assinou um documento comprometedor

Clara Andrade

por Clara Andrade

ana.andrade@caras.com.br

Publicado em 18/06/2024, às 10h50

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Matteus participou do Big Brother Brasil 24 - Reprodução/Globo
Matteus participou do Big Brother Brasil 24 - Reprodução/Globo

Matteus Amaral está no centro de uma polêmica desde que surgiram evidências de que teria fraudado o sistema de cotas para ingressar na faculdade. Após justificar que foi matriculado na universidade por outra pessoa, a instituição contradiz as declarações do gaúcho ao revelar que ele assinou um documento que compromete sua versão dos fatos.

Para quem não acompanhou, Matteus foi listado como beneficiário de cotas ao ser aprovado em sua faculdade com a identificação racial como 'preto'. Após o documento vir à tona, o ex-participante do Big Brother Brasil 24 afirmou que sua inscrição na faculdade foi feita por outra pessoa, que cometeu um erro ao preencher os dados.

“A inscrição foi realizada por um terceiro, que cometeu um erro ao selecionar a modalidade de cota racial sem meu consentimento ou conhecimento prévio. Entendo a importância fundamental das políticas de cotas no Brasil. Por isso, lamento profundamente qualquer impressão de que eu teria buscado beneficiar-me indevidamente dessa política”, disse.

Além disso, Matteus explicou que não estava ciente do erro e disse estar arrependido pelos transtornos que isso possa ter causado. Acontece que, segundo o Glow News, a assessoria da instituição emitiu uma nova nota informando que o gaúcho sabia que era beneficiário de cotas, já que teria assinado uma autodeclaração para iniciar os estudos.

Como pode ser constatado no edital e no Manual do Candidato daquele ano, a inscrição naquela cota exigia uma ‘autodeclaração étnico-racial, preenchida e assinada, de que é preto, pardo ou indígena”, informou a assessoria do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Farroupilha, que comprometeu a declaração do estudante de engenharia

Até o momento, Matteus não se pronunciou novamente sobre a polêmica. No entanto, há alguns dias, o segundo ganhador do reality show participou de uma palestra e reforçou que tudo não passou de um erro: "A inscrição foi feita por um terceiro, que cometeu um erro ao selecionar a modalidade de cota racial sem meu consentimento prévio”, disse.

Matteus pode responder por falsidade ideológica:

Matteus Amaral tem se tornado foco nos assuntos da semana após ser comprovado que ele se autodeclarou como uma pessoa negra para se beneficiar das cotas afirmativas no vestibular em 2014. Agora, o Ministério Público recebeu uma denúncia pela prática do crime de falsidade ideológica por conta da inscrição.

O documento pede que a instituição de ensino também seja investigada, e que o ex-BBB seja preso. As informações são do colunista Gabriel Perline, da Contigo!. Quem protocolou a denúncia foi o ativista Antonio Isuperio, que trabalha em uma instituição internacional de Direitos Humanos no momento; saiba mais detalhes.