Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / DIA DA MULHER

Marina Ruy Barbosa critica rivalidade entre as mulheres em data especial: ''Parar de nos culpar''

Após polêmicas, atriz compartilhou discurso feminista em que exalta a necessidade de mais união e empatia

CARAS Digital Publicado em 08/03/2019, às 09h25 - Atualizado às 11h39

Marina Ruy Barbosa - Reprodução/Instagram
Marina Ruy Barbosa - Reprodução/Instagram

Após as recentes polêmicas envolvendo a separação de Débora Nascimento e José Loreto, Marina Ruy Barbosa pouco tem aparecido nas redes sociais. 

Mas nesta quarta-feira, 8, data em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, a atriz fez questão de quebrar o silêncio e compartilhar um belo texto sobre a necessidade de mais união e empatia entre o público feminino. 

Por meio de uma declaração feminista, Marina exaltou a importância de desconstruir problemas históricos como a rivalidade e a competição entre as mulheres, e sugeriu que a mudança começasse individualmente. 

“Hoje em dia, uma das coisas que mais penso antes de dizer algo sobre outra é que quando eu atinjo uma mulher estou automaticamente me atingindo”, escreveu ela, que foi duramente criticada por internautas ao ser taxada como pivô da separação dos globais.

A esposa de Alexandre Negrão, ainda ressaltou as consequências de atitudes opressoras entre as mulheres. “Devemos ter atenção, ninguém sabe a dor que a outra sente, problemas, angústias, cobranças...Antes de acusar, julgar, expor, procure saber, vá atrás da verdade, pois suas atitudes e comentários podem trazer um mal irreversível pra outra mana", declarou Marina, que complementou: "Uma das coisas que aprendi com o feminismo é não atacar outra mulher, mesmo até que ela faça isso comigo”

Segundo a ruiva, o falar é mais fácil do que o agir. Além disso, em sua opinião, não é fácil colocar em pratica atitudes feministas diante de uma sociedade que propaga a rivalidade e a competitividade entre as mulheres. Mas, como mencionou, tal atitude requer um esforço diário e olhar atento.

“O que nós precisamos fazer é PARAR DE NOS CULPAR. É acreditar na irmandade e solidariedade entre mulheres. Em uma sociedade que estimula a competição entre nós, a SORORIDADE vai na contramão desse conceito”, finalizou. 

Confira o texto de Marina na íntegra:

"Oito de março é o dia da mulher. Mas muitas vezes a gente passa por essas datas sem nem entender direito, até porque tudo hoje em dia acaba indo por um viés comercial e superficial. 

Esse dia existe para relembrar nossas conquistas sociais, políticas e culturais ao longo dos anos. (Tudo bem que ainda falta muito, mas...) E pra relembrar também o quanto devemos unir nossas forças. 

Vamos desaprender o que a sociedade ensinou sobre as mulheres.

Precisamos juntas desconstruir essa rivalidade que criaram entre nós. 

Comece por VOCÊ a mudança que quer ver em outra mulher.

Hoje em dia, uma das coisas que mais penso antes de dizer algo sobre outra é que quando eu atinjo uma mulher estou automaticamente me atingindo.

Não seja uma mulher opressora. Com certeza o falar é mais fácil do que o agir. Colocar em pratica atitudes feministas diante de uma sociedade que TODOS os dias propaga a rivalidade e competitividade entre as mulheres não é fácil. Mas é um esforço diário, e olhar atento pra todas as atitudes que temos. Devemos ter atenção, ninguém sabe a dor que a outra sente, problemas, angústias, cobranças... Antes de acusar, julgar, expor, procure saber, vá atrás da verdade, pois suas atitudes e comentários podem trazer um mal irreversível pra outra mana. Uma das coisas que eu aprendi com o feminismo é não atacar outra mulher, mesmo até que ela faça isso comigo.

O que nós precisamos fazer é PARAR DE NOS CULPAR. É acreditar na irmandade e solidariedade entre mulheres. 

Em uma sociedade que estimula a competição entre nós, a SORORIDADE vai na contramão desse conceito". 

A SEPARAÇÃO

As especulações iniciais para o fim repentino é de que o ator teria traído sua esposa com Mariana Ruy Barbosa. Porém, o comunicado oficial lançado durante o sábado, 16, afirmou que esse não foi o caso. "José Loreto nega traição e pede compreensão e respeito à privacidade de sua família neste momento", pediu a nota.

A assessoria de Débora também lançou uma declaração sobre o assunto, pedindo discrição. "Débora Nascimento e José Loreto não estão mais juntos. A atriz conta com a compreensão de todos os fãs e amigos da imprensa nesse momento", anunciou.

Comentando sobre a polêmica, o jornalista Leo Dias não chegou a afirmar que a ruiva realmente se envolveu com o pai de Bella. "Foi no telefone de José Loreto que tudo aconteceu", disse Leo, afirmando que Débora descobriu que o ator estava sendo desleal. "Debora não tem coragem de vir ao público e falar com quem ele traiu", disse o apresentador.

A VERSÃO DE LORETO

Em texto publicado em sua conta oficial do Instagram, José Loreto se pronunciou sobre o término do casamento e pediu perdão à ex-mulher pela superexposição, mas negou tê-la traído.

“’Errei sim, manchei o teu nome’. Débora, você tem todas as razões para estar magoada comigo. Te dei motivos, indícios, diria que até provas, que eu mesmo, se estivesse no seu lugar, diria que são inquestionáveis. Mas a vida real às vezes surpreende até as “vidas de novela”. A realidade é cruel, tem consequências e verdades que não agradam à audiência. Na realidade do meu momento, preciso te dizer que não fui legal com você, cruzei fronteiras emocionais que hoje me arrependo profundamente. Não quero dar nomes, não posso fazê-lo. E também acredito que o reconhecimento de nossas falhas é um processo individual e intransferível. Sem contar que, apesar das evidências, eu te juro que nada aconteceu. Sei que é difícil de acreditar, mas nem sempre a verdade é translúcida", disse ele. 

Em seguida, o global se desculpou também com a filha, Bella, de apenas 10 meses, e com qualquer outra pessoa envolvida na polêmica: "Peço perdão a você e à nossa filha, antes de quaisquer outras pessoas, pois vocês foram as verdadeiras vítimas da minha hesitação. Peço desculpas a todas as pessoas que, de alguma maneira, foram envolvidas neste espetáculo público que eu causei. Peço desculpas ao público que sempre me prestigiou por desapontá-lo. Peço desculpas a todas as mulheres que se sentiram ofendidas por essa situação". 

Por fim, Loreto deixou claro que não desistiu do casamento e pretende voltar com Débora. "Peço a todos que, neste momento, me deem a oportunidade de reencontrar o silêncio necessário para que a gente possa voltar a se ouvir. Peço ao universo que me ajude a te reconquistar, meu amor", declarou ele. 

DEFESA DE MARINA

A ruiva se pronunciou nas redes sociais sobre a onda de boataria que tomou conta dos últimos dias na emissora global. A pergunta de Leo Dias para Marina foi direta: ''Marina, você está sendo apontada como a pivô da separação da Débora e do Loreto. O que tem a dizer sobre isso?''. E a resposta foi: "Atualmente eu e o José Loreto estamos fazendo um par romântico na novela e por isso podem fazer especulações. Nós nos tornamos muito amigos, por quem tenho muito carinho, o que me deixa ainda mais triste em relação a isso tudo", disse a ruiva.

Ainda nas redes sociais, a mulher de Alexandre Negrão desabafou: "Apontada por fofoqueiros da internet, que devem assistir muita televisão e pelo visto a novela. Eu amo meu marido e sou muito feliz no casamento e nunca teria NADA com o José Loreto além de uma parceria profissional. Completamente infundado tudo isso!"

A UNIÃO

O casal se conheceu enquanto gravava Avenida Brasil. Hoje, eles dividem a paternidade de uma menininha de 10 meses.