Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / Vida pessoal

Marco Pigossi relembra dificuldade para se aceitar gay: 'Pedia a Deus para me consertar'

Marco Pigossi abre o coração ao falar sobre sua aceitação como um homem gay

CARAS Digital Publicado em 11/07/2022, às 13h04

Marco Pigossi - Foto: Reprodução / Instagram
Marco Pigossi - Foto: Reprodução / Instagram

O ator Marco Piggosi (33) se revelou como um homem gay publicamente há pouco tempo e, agora, relembrou como foi essa decisão em sua vida. Em entrevista ao Jornal O Globo, ele contou sobre quando se descobriu homossexual e o que aconteceu na época.

“Eu rezava, pedia a Deus para me consertar. A homofobia é tão enraizada que, por mais que a gente assuma, ainda vai lidar com o preconceito interno. Vesti a máscara heterossexual, sempre fui observado pela beleza. Fiz esse personagem hétero para me esconder, o que deixou minha vida mais confortável. E sou branco, privilegiado, classe média, filho de médicos. Imagina quem está na favela, é negro...”, refletiu.

Então, ele defendeu a importância da aceitação. “A pessoa que se aceita e está feliz com o que é conhece uma força enorme. Se sente com poder para ocupar espaços. E o encontro com a comunidade é uma corrente bonita, a gente se sente fortalecido, cria um senso comunitário. Porque, no fundo, o que a gente mais quer é pertencer. Como homossexual, sentia que não pertencia a nenhum grupo. Todos esses corpos passam por isso. E quando passam a pertencer... é do c*ralh*!”, declarou.

O namoro do ator Marco Pigossi

Vale lembrar que Marco Pigossi vive um romance com o diretor italiano Marco Calvani. Eles têm um relacionamento discreto e longe dos holofotes. Eles assumiram a relação publicamente em novembro de 2021, quando o brasileiro mostrou uma foto de mãos dadas com o amado nas redes sociais.

Na época, o ator falou sobre a repercussão do seu relacionamento na mídia. "Em relação as últimas notícias, quero agradecer a todas as mensagens de carinho e respeito. Que a discussão se faça cada vez mais presente e mais natural. Que o amor seja cada vez mais forte. Afinal, sabemos que o ódio vem do medo. Medo do diferente e do novo. Que não tenhamos mais medo de existir! Um beijo a todos", escreveu ele na rede social.