Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / Vida pessoal

Julia Dalavia, a Guta de Pantanal, abre o jogo sobre sua sexualidade

Intérprete da Guta no remake da novela Pantanal, Julia Dalavia diz que se identifica como bissexual: 'Gosto de pessoas'

CARAS Digital Publicado em 01/07/2022, às 11h29

Julia Dalavia como a Guta na novela Pantanal - Foto: Globo / João Miguel Junior
Julia Dalavia como a Guta na novela Pantanal - Foto: Globo / João Miguel Junior

A atriz Julia Dalavia (24), que vive a Guta no remake da novela Pantanal, da Globo, comentou sobre a sua sexualidade. Em entrevista ao Jornal O Globo, ela contou que se identifica como bissexual e refletiu sobre a questão na vida pessoal.

Tento tirar o foco disso, porque é algo muito natural. Se sou bi ou não, hétero ou não. Gosto de pessoas, com quem me identifico e conecto. Existe tanta gente legal no mundo, que não sei se consigo me enquadrar numa coisa ou em outra”, disse ela.

Além disso, Julia Dalavia relembrou quando descobriu que traída por um namorado no passado. Ela soube da traição por meio de amigas. “Muito chato ficar sabendo disso por terceiros. Lidei da forma que sei, que é o diálogo, mas preferia que esse tipo de coisa fosse trazida e resolvida dentro da relação. Meu desejo é que a verdade sempre se revele”, disse ela.

Julia Dalavia diz que foi mordida por um jacaré no Pantanal

Em conversa com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, Julia Dalavia contou que levou um susto ao sentir uma mordida de animal em seu bumbum durante um banho de rio e percebeu que deve ter sido de um jacaré.

“A gente estava no rio conversando, era um dia de folga, estava todo mundo curtindo esses primeiros dias de Pantanal. De repente, eu sinto uma mordida na minha bunda. Mas uma boca que não era uma boca de um peixinho nem de um peixe grande. Era uma boca enorme, uma boca de um jacaré. Na hora eu entendi: foi um jacaré! E ele mordeu e soltou. E eu não acreditei. Não doeu. Eu dei um grito, quando eu fui olhar tinham dois furos: dois em cima e dois embaixo, enormes. Era a prova”, disse ela.

E completou: “Eu acho que foi um filhote, um jacarezinho bebê que se perdeu por ali e abocanhou o negócio errado, na hora errada e saiu rápido [risos]”.