CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / DESCONFIANÇA

Internautas acusam famosos de se autopromoverem às custas da tragédia do RS; veja

Muitos internautas não acreditam na boa intenção de famosos e influenciadores digitais que pedem ajuda ao Rio Grande do Sul por meio das redes sociais

Davi Brito, Whindersson Nunes e Felipe Neto - Reprodução/Instagram
Davi Brito, Whindersson Nunes e Felipe Neto - Reprodução/Instagram

Enquanto famosos e influenciadores digitais usam as redes sociais para pedir ajuda às vítimas das fortes chuvas e enchentes que provocaram a maior tragédia da história do Rio Grade do Sul – seja divulgando campanhas solidárias, arrecadando doações, trabalhando pessoalmente na região de forma voluntária ou simplesmente pedindo atenção especial ao estado sulista –, internautas rebatem essas movimentações com críticas. Eles acreditam que o verdadeiro intuito das ações é para "aparecer" e, consequentemente, conseguir mais engajamento.

Pedro Scooby (35), que está no Sul desde segunda-feira, 6, tem feito um trabalho incansável de resgate aos desabrigados e animais. Na companhia de um grupo de surfistas, entre eles o ex-BBB Lucas Chumbo (28), ele tem rodado as áreas inundadas, usando jet ski, a procura de pessoas que estão ilhadas em suas casas. E mesmo atuando voluntariamente, recebe críticas por publicar as ações nas redes.

Campeão do BBB 24, Davi Brito (21) também tem recebido muitas críticas. Assim que o baiano chegou em Canoas, na madrugada de quarta-feira, 8, cozinhou em um hospital, conseguiu arrecadar toneladas de alimentos, comprou mais de 50 mil garrafas de água de 500ml com dinheiro arrecadado por meio de uma campanha, entre outras coisas. Todas as movimentações do ex-motorista de aplicativo foram compartilhadas na sua rede e muita gente não viu a atitude com bons olhos.

Além disso, uma briga entre Whindersson Nunes (29) e Felipe Neto (36) protagonizada no X (antigo Twitter) também foi duramente criticada. Depois do humorista compartilhar indiretas sobre a atuação do governo federal para ajudar as vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul – que deixaram (até o momento) 113 mortos, 756 feridos, 146 desaparecidos e mais de 406 mil pessoas fora de casa, entre desalojados e desabrigados –, o youtuber resolveu rebater as alfinetadas.

Mas o foco não está só neles. Vários famosos, subcelebridades e influenciadores que estão usando a internet para ajudar de alguma forma estão sendo alvo de críticas. Muitas pessoas não acreditam na boa intenção e juram que eles estão tentando se autopromoverem.

Veja a seguir alguns comentários que estão circulando no X (antigo Twitter):