Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / RELEMBRE

Família, vida pessoal, futuro: o que Walewska disse em sua última entrevista?

O que Walewska disse em sua última entrevista? Atleta conversou com podcast dois dias antes de sua morte

Gustavo Assumpção

por Gustavo Assumpção

gassumpcao@caras.com.br

Publicado em 22/09/2023, às 08h27

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Família, vida pessoal, carrreira: o que Walewska disse em sua última entrevista? - Reprodução/ Instagram
Família, vida pessoal, carrreira: o que Walewska disse em sua última entrevista? - Reprodução/ Instagram

A morte da ex-jogadora Walewska Moreira de Oliveira, a Walewska, aconteceu apenas dois dias após a atleta dar sua última entrevista. Ela participou do podcast Ataque Defesa, que é comandado pelo jornalista Alê Oliveira. 

Na conversa que foi exibida nesta semana, ela revelou detalhes da conquista do ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim e falou da nova fase de sua vida. A atleta completaria 44 anos daqui menos de dez dias, em 1 de outubro. 

"Sempre fui muito ligada ao processo. O processo para mim sempre foi muito importante. As pessoas no meu podcast olham a medalha de ouro e falam "nossa, não vou pegar". Aí eu falo que é só um símbolo de todo o processo que me levou. Então quando eu subo no pódio em 2008 e pego a medalha, eu absolutamente lembrei de tudo o que eu fiz, tive que percorrer, quantas vezes eu caí, quantas vezes eu levantei para alcançar aquilo", declarou ela. 

Nos últimos meses, Walewska estava ativa. Além de lançar a autobiografiaOutras Redes, ela também estava lançando um projeto ao lado da terapeuta Margareth Signorelli: um podcast chamado Olympic Mind justamente com o objetivo de discutir a mente dos atletas de alto rendimento. 

"Demorei para entrar nas redes sociais. No Instagram mesmo foi no meu último ano de atleta. Porque todo mundo pedia muito. Tinha algumas pessoas que nem sabiam que eu era casada, de tão reservada que eu era. Acho que foi necessário porque eu sempre fui muito focada no que eu estava fazendo. Não sentia falta nenhuma de ter Instagram. Eu via as meninas mexendo e gastando muito tempo ali. Acho que meu tempo era na leitura, ver um filme, escutar uma boa música. Então o meu tempo que era livre, que era pouco, usava muito melhor tendo acesso a algumas coisas que foram muito importantes para o meu pós-carreira", afirmou.

Na conversa, a atleta disse que queria ampliar os horizontes do esporte. "Tudo o que eu faço hoje é direcionado para mostrar o conhecimento que eu adquiri nesses 30 anos e falar disso. Tem algumas coisas que tocaram. O atleta não fala de dinheiro, de pós-carreira, não fala de planejamento, não se prepara estudando, aprendendo outras coisas para que quando ele caia no mundo fora da redoma, ele esteja pelo menos bem preparado. Não vou falar que será fácil, mas será um pouco mais fácil se ele tiver esse pensamento de que aquilo vai terminar um dia. Vou fazer 44 anos dia 01 de outubro. Eu tenho pelo menos mais 40 anos de vida produtiva. É um mundo inteiro que você tem que pensar quando está dentro da quadra", defendeu ela na ocasião.

ATLETA MORREU NESTA QUINTA, 21

A ex-jogadora de vôlei Walewska Oliveira faleceu aos 43 anos de idade na quinta-feira, 21, em São Paulo. Por enquanto, a família não revelou a causa da morte dela. A atleta foi campeã olímpica em Pequim em 2008 e foi medalha de bronze em Sidney em 2000. Ela se despediu das quadras em 2022, quando jogada no time Praia Clube. Recentemente, ela lançou o livro Outras Redes sobre a sua trajetória e estava em fase de divulgação do projeto.