CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / AJUDA

Ex-BBB Tereza faz vaquinha e revela quanto precisa para internar filho

Após a repercussão do vídeo em que pede ajuda para seu filho Davi, a ex-participante do BBB Tereza Souza decidiu criar uma vaquinha

Ex-BBB Tereza e o filho Davi - Foto: Reprodução/Instagram
Ex-BBB Tereza e o filho Davi - Foto: Reprodução/Instagram

Após a repercussão do vídeo em que pede ajuda para seu filho Davi, de 37 anos, se salvar das drogas, a ex-participante do Big Brother BrasilTereza Souza decidiu criar uma vaquinha. Ela lançou uma campanha de arrecadação de fundos com o objetivo de conseguir R$ 25 mil para custear a internação do herdeiro em uma clínica especializada no tratamento de dependentes químicos.

"Reconhecer que precisa de ajuda é um ato de humildade. Estou precisando de R$ 25 mil para internar Davi durante três meses na clínica do grupo recanto, em Igaraçu. Quem pude ajudar, ajuda, para salvar meu filho. Se eu não fizer isso, ele vai morrer", disse ela, que informou o e-mail para a doação.

Tereza pede ajuda para salvar filho

Nesta quarta-feira, 15, a técnica de enfermagem e psicanalista, que participou da edição 19 do reality da Globo, contou que está há cinco anos tentando ajudar Davi a se livrar do vício em drogas. "Hoje eu corri para impedir meu filho de ir à boca de fuma comprar crack. Não sei mais o que eu faço para salvar a vida do meu filho. Estou vendo ele morrer", lamentou.

Ela ainda explicou que já gastou todo dinheiro que tinha para interná-lo e que ele precisa de um novo tratamento. "Estou pedindo socorro para salvar meu filho. Faz cinco anos que Davi vem em um internamento atrás do outro. Todo o meu dinheiro foi gasto nas internações dele. A última internação foi na cota social, porque eu já tinha usado todo o dinheiro que tinha", disse.

E completou: "Mas na cota social, ele tem que ir de livre e espontânea vontade. Só que Davi está no num estágio que ele tem que ser internado à força. Sendo assim, ele só pode ser internado no particular. Estou aqui pedindo se alguma clínica puder me ajudar ou alguém que tenha dinheiro puder me ajudar".