CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / TATUAGEM?

Especialista aponta complicações graves em técnica para esconder olheiras feita em Deborah Secco

Em entrevista à CARAS Brasil, Juliana Jardim, especialista em harmonização facial, explica técnica de camuflagem de olheiras e ressalta vários riscos

Deborah Secco durante procedimento que usa técnica da tatuagem - Reprodução/Instagram
Deborah Secco durante procedimento que usa técnica da tatuagem - Reprodução/Instagram

A atriz Deborah Secco (44) passou por uma camuflagem de olheiras recentemente. Com efeito permanente, o procedimento aplica um pigmento, como em uma tatuagem, diretamente nos círculos escurecidos na área abaixo dos olhos. Para falar sobre a técnica, a CARAS Brasil conversou com Juliana Jardim, especialista em harmonização facial e cirurgiã-dentista há 20 anos.

“A camuflagem ou tatuagem de olheiras, embora pareça uma solução conveniente para disfarçar as olheiras, pode apresentar vários riscos significativos. É importante que os pacientes estejam cientes dessas potenciais complicações antes de optarem por este procedimento”, ressalta.

De acordo com Juliana, os riscos incluem infecções. “Uma vez que qualquer procedimento que envolve agulhas pode resultar em infecção, se as condições de higiene não forem rigorosamente seguidas. Isso pode levar a complicações graves que exigem tratamento médico. Além disso, os pigmentos usados na tatuagem podem causar reações alérgicas em algumas pessoas, resultando em irritação, vermelhidão, inchaço e desconforto prolongado”, informa.

Outro risco, segundo a especialista, é a descoloração, pois com o tempo, os pigmentos podem desbotar ou mudar de cor, resultando em uma aparência não natural e indesejada. “Corrigir essa descoloração pode ser difícil e pode requerer tratamentos adicionais. A área ao redor dos olhos é muito delicada, e uma aplicação inadequada pode resultar em uma aparência irregular, com áreas mais escuras ou mais claras que o restante da pele”, diz.

A dificuldade de remoção é outro ponto importante a ser considerado, afirma Juliana. “Caso o paciente não fique satisfeito com os resultados, remover a tatuagem de olheiras pode ser um processo complicado, doloroso e caro, envolvendo múltiplas sessões de laser. Além disso, há o risco de cicatrizes ou danos à pele, especialmente se o procedimento não for realizado corretamente. Por essas razões, é crucial que qualquer procedimento estético seja realizado por um profissional qualificado e experiente”, salienta.

“Como profissional atuante na harmonização facial há mais de nove anos, eu tenho alcançado resultados bastante satisfatórios para amenizar o aspecto de cansaço da região das olheiras, através do preenchimento com ácido hialurônico”, acrescenta a dentista-cirurgiã.

Em alguns casos, ainda de acordo com a especialista, também pode potencializar os resultados associando o preenchimento com os fios faciais PDO e o PDRN. “São excelentes opções para melhorar a firmeza da região das pálpebras. Esses tratamentos proporcionam resultados naturais e têm um perfil de segurança muito maior”, finaliza.