CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / ENTENDA!

Especialista analisa contrato de namoro de Endrick e expõe benefícios

Em entrevista à CARAS Brasil, o advogado Francisco Gomes Junior analisa o tipo polêmico de contrato que o jogador Endrick firmou com a namorada

por Mariana Arrudas

marrudas_colab@caras.com.br

Publicado em 09/06/2024, às 12h30 - Atualizado em 10/06/2024, às 09h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O jogador de futebol Endrick - Foto: Getty Images
O jogador de futebol Endrick - Foto: Getty Images

Endrick (17) é um grande destaque dentro dos campos de futebol, porém, sua vida amorosa também se tornou assunto recentemente. Namorando com a influenciadora Gabriely Miranda (21), o atleta expôs que o relacionamento tem um contrato —acordo que tem se tornado mais comum recentemente, segundo especialista.

Em entrevista à CARAS Brasil, o advogado Francisco Gomes Junior, presidente da Associação de Defesa de Dados Pessoais e do Consumidor, explica que o contrato pode servir para uma proteção patrimonial, se tornando benéfico para casais como Endrick e Gabriely.

Os dois falaram pela primeira vez sobre o contrato durante uma entrevista ao videocast PodDelas, comandado por Tata Estaniecki (30) e Boo Unzueta (31). Na ocasião, eles leram algumas cláusulas e explicaram que existem atitudes e palavras proibidas no namoro. Além disso, o contrato cita que eles estão em um "relacionamento afetivo voluntário", baseado em "respeito, compreensão e carinho".

Leia também: Endrick recebe festa de despedida em meio a polêmicas com a namorada

Para o especialista, o contrato é recomendado para essa e outras esferas. "Se você quer ter plena proteção patrimonial momentânea e futura e também estabelecer regras de convivência, o contrato de namoro é recomendável do ponto de vista jurídico."

Francisco explica que, casais de namorados que moram juntos correm alguns riscos se não estabelecerem um contrato. "Se a pessoa mora, por exemplo, na mesma casa com o namorado e não tem um contrato de namoro, está sujeito ao risco futuro de a outra parte alegar que se tratava de uma união estável."

Ele conta que em seu escritório já realizou alguns contratos de namoro. Segundo ele, a maior preocupação dos casais é a de estabelecer que se trata apenas de um namoro, sem a intenção de se tornar uma união estável. "Obviamente que cada caso depende de prova e decisão judicial, mas o contrato de namoro é um elemento que traz a segurança de que isso não ocorrerá", completa.

CONFIRA FOTOS DE ENDRICK AO LADO DA NAMORADA, GABRIELY MIRANDA: