Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / ENTREVISTA!

Daniela Mercury debate lutas sociais: 'Queremos poder e que não tenha opressão'

Em entrevista à CARAS Brasil, Daniela Mercury refletiu sobre as bandeiras sociais que carrega e também falou sobre a luta contra preconceitos

Valença Sotero Publicado em 30/11/2023, às 15h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A cantora Daniela Mercury durante entrevista à CARAS Brasil - Foto: Reprodução/CARAS
A cantora Daniela Mercury durante entrevista à CARAS Brasil - Foto: Reprodução/CARAS

Daniela Mercury (58) não esconde a importância do posicionamento e representatividade em sua carreira. Em entrevista à CARAS Brasil, a Rainha do Axé debateu a importância dos movimentos sociais no Brasil, e destacou que, apesar das evoluções recentes, ainda há muito o que lutar.

Daniela Mercury ressalta que a comunidade feminina passa por diversas lutas na sociedade. "As lutas são muitas. A gente quer equidade, queremos poder, que a gente não tenha tanta opressão, não passe por tanta violência, que não passemos por tanta falta de reconhecimento. São pessoas na sociedade que fazem transformações."

A artista ainda diz que, apesar de apresentar ver muita tolerância nos brasileiros, percebe que, quase estruturalmente, as pessoas se guiam bastante pelo catolicismo e a sociedade é estruturada em relações heterossexuais, o que também causa preconceitos.

Leia também: Daniela Mercury abre o coração sobre amor, família e os 40 anos de carreira

"A instituição do casamento veio junto à religião, e absorvemos como sociedade como algo importante. Mas viemos aí de uma modernidade tamanha não é? Conquistamos o divórcio, são as mudanças e transformações que a sociedade vai querendo para si. A luta é de muito sofrimento, há muita violência."

Ela ainda completou ao dizer que, apesar de ver muitas melhorias em questões de aceitação, ainda há muito o que ser feito em diferentes esferas de lutas sociais. "Há muito o que fazer, é a mesma coisa das outras lutas: machismo, racismo, patrimonialismo... Demoramos como humanidade a vencer costumes e é muito mais fácil a gente se segurar no que já está ali organizado na sociedade do que a gente quebrar essas regras. Acho que todos os filhos vivem essas questões."

joia-caras
Foto: Reprodução/CARAS

Ao fim da conversa, Daniela Mercury recebeu uma joia exclusiva em comemoração aos 30 anos da CARAS, feita especialmente para ela pela designer de joias Rosana Chinche. "Muito obrigada, estou muito lisonjeada. Que escândalo!", comemorou.

CONFIRA TRECHO DA ENTREVISTA DE DANIELA MERCURY À CARAS BRASIL: