atualidades POLÊMICA

Daniela Mercury, Bruna Linzmeyer, Nanda Costa e outros famosos se unem contra a homofobia

''Não posso morrer por amar alguém do mesmo sexo'', diz Malu Verçosa, sobre votação que definirá se discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero será crime

CARAS Digital Publicado quarta 13 fevereiro, 2019

''Não posso morrer por amar alguém do mesmo sexo'', diz Malu Verçosa, sobre votação que definirá se discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero será crime
Malu Verçosa com Daniela Mercury e Bruna Linzmeyer com Priscila Visman - Reprodução/Instagram

O Supremo Tribunal Federal (STF) começa a julgar nesta quarta-feira, 13, se a homofobia e a transfobia serão consideradas crime no Brasil.

Em defesa da causa, famosos estão aderindo a uma campanha por meio das redes sociais para pressionar o STF a votar a favor dos processos, os quais tramitam no tribunal há sete anos. 

Por meio da hashtag ‘É crime sim’, muitos estão comentando sobre a decisão em depoimentos emocionados. Esse foi o caso da atriz Bruna Linzmeyer, que compartilhou uma foto em que aparece beijando a namorada, Priscila Visman. “Quantos acham essa foto desnecessária?”, perguntou ela, na legenda, que ainda lembrou o fato de que muitas pessoas são mortas nos dias de hoje apenas por causa da orientação sexual. 

A empresária e jornalista Malu Verçosa, casada com a cantora Daniela Mercury, também desabafou. Em post emocionado, ela contou que quando beijou a amada pela primeira vez, não era permitido casar com uma pessoa do mesmo sexo no Brasil. “O STF mais uma vez pode fazer diferença na garantia do mínimo: o direito à vida. Somos o país que mais mata homossexuais no mundo. Não posso morrer por amar uma pessoa do mesmo sexo. Ele não pode morrer por andar de mãos dadas com o namorado. Basta de impunidade. Tem que ser crime”.

Daniela Mercury também não ficou de fora. "Hoje, a homofobia e a transfobia não estão na legislação penal brasileira, ao contrário de outros tipos de preconceito, como por cor, raça, religião e procedência nacional", explicou a cantora, que complementou: "Se você apoia a criminalização da homofobia se manifeste na sua rede social hoje".   

A atriz Nanda Costa, que namora com a cantora Lan Lanh, salientou que "o direito à vida e o respeito são para todos. Não podemos ter medo de sair de casa e sermos quem somos".

Confira a galeria abaixo com outros famosos que também aderiram à campanha 'É crime sim'.

 

Famosos desabafam sobre a criminalização da homofobia / foto: Reprodução/Instagram
Famosos desabafam sobre a criminalização da homofobia / foto: Reprodução/Instagram
Famosos desabafam sobre a criminalização da homofobia / foto: Reprodução/Instagram
Famosos desabafam sobre a criminalização da homofobia / foto: Reprodução/Instagram
Famosos desabafam sobre a criminalização da homofobia / foto: Reprodução/Instagram
Famosos desabafam sobre a criminalização da homofobia / foto: Reprodução/Instagram

Último acesso: 19 Sep 2020 - 05:59:40 (313274).

TV CARAS