CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / ORGULHO

Carmo Dalla Vecchia rebate crítica por look usado na Parada LGBT+: "Peço"

O ator Carmo Dalla Vecchia marcou presença na 28ª Parada do Orgulho LGBTQIAPN+ de São Paulo e seu look foi alvo de elogios, mas também de críticas

Carmo Dalla Vecchia - Foto: Reprodução/Instagram
Carmo Dalla Vecchia - Foto: Reprodução/Instagram

O ator Carmo Dalla Vecchia marcou presença na 28ª Parada do Orgulho LGBTQIAPN+ de São Paulo, realizada no último domingo, 2. O artista de 52 anos apostou em um look ousado, que deixava seu abdômen de fora e uma camiseta com a frase Carne fresca. E ele compartilhou um registro do momento em seu Instagram com a legenda: "O pai tá on".

Ele ganhou elogios de famosos como Paolla Oliveira, Cleo Pires, Leticia Spiller, Carol Castro, entre outros. Mas também foi alvo de críticas. "Cirque de Soleil. Ser gay não é isso. Não é uma roupa para fazer lacração. Vocês se limitam muito em serem apenas engraçados. Há uma diferença entre exigir respeito e conseguir. E desse jeito, nós não teremos respeito", disse a mulher.

"Obrigado pelo engajamento. Peço que continue", responde o ator. Um outro internauta disse: "Look mega brega". "Obrigado, farei mais", retrucou o ator.

Carmo Dalla Vecchia fala sobre Parada LGBT+

Em entrevista à CARAS Brasil, o ator falou sobre a importância da Parada LGBT: "Quem dera todos os nossos dias fossem assim". Sobre seu look, ele declarou: "Não tem mensagem não, eu acho que a mensagem que tem é o dia de hoje, estar nesse lugar tão bacana, com tanta gente diversa que tem um olhar tão puro, tão limpo, cada um, né? Quem dera todos os nossos dias fossem assim".

"Dá uma sensação de que o mundo inteiro poderia ser assim, porque há tanta gente, né? Três milhões e meio de pessoas, todo ano cresce mais um pouco. Está bonito ver as pessoas com calma e com carinho entendendo melhor a gente. Uma parada linda, colorida, diversa, as pessoas se olham no olho, uma sensação de que o mundo poderia ser melhor", analisou.