Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / Memória

Carlos Alberto de Nóbrega relembra polêmica com Sandy e Junior

Carlos Alberto de Nóbrega dá a sua versão sobre polêmica envolvendo uma ida da dupla Sandy e Junior ao programa A Praça é Nossa

CARAS Digital Publicado em 13/06/2022, às 14h22

Carlos Alberto de Nóbrega - Foto: Reprodução / Instagram
Carlos Alberto de Nóbrega - Foto: Reprodução / Instagram

O apresentador Carlos Alberto de Nóbrega relembrou uma polêmica envolvendo a dupla Sandy e Junior. Quando os irmãos ainda eram crianças, eles foram ao programa A Praça É Nossa, mas o apresentador disse que os seguranças deles estavam impedindo a circulação no corredor dos camarins. Assim, uma confusão surgiu e as crianças não se apresentaram no programa.

Carlos Alberto de Nóbrega conta sobre polêmica

Em participação no podcast Venus, o apresentador deu a sua versão do que aconteceu. "É um mágoa que tenho até hoje. Sou muito rígido. Eles eram pequenos, foram convidados. Ficaram no camarim. Eu estava no estúdio gravando. Chegou uma notícia que estava problema no corredor, que os seguranças não estava deixando os artistas passarem. Eu fui lá, conversei com eles: 'Isso é um lugar de respeito, ninguém vai sequestrar as crianças, são nossos convidados. Podem ficar na porta'", contou. 

E completou: "Eu continuei o programa e de repente o Marcelo (filho de Carlos) volta e fala: 'Pai, eles não saíram'. Eu falei: 'Então manda embora porque eles não vão fazer o meu programa'. O Marcelo pagou por uma coisa que eu fiz. Porque no meu programa quem manda sou eu. Me arrependi? Sim, porque eram duas crianças. Em troca, eles nunca me perdoaram". 

Por fim, Carlos Alberto de Nóbrega contou que já falou com Xororó, pai de Sandy e Junior, sobre o assunto. "Eu fui falar com ele: 'Você não pode imaginar a tristeza que eu estou, queria pedir desculpas'. Ele falou: 'Fiquei com vontade de dar um soco na cara do teu filho'. 'Você devia dar, eu faria a mesma coisa. Não foram os teus filhos, foram aqueles dois cafajestes [seguranças] que estavam lá'. Por tudo que tem de mais sagrado que foi isso. Me arrependi? Sim, mas eles não perdoaram. Que pena", declarou.