Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / VEREDITO

Amber Heard e Johnny Depp são condenados por difamar um ao outro

O júri deu o veredito e condenou os dois astros de Hollywood por se difamarem, Amber terá que pagar mais do que Johnny

CARAS Digital Publicado em 01/06/2022, às 17h10

Amber Heard foi considerada culpada por difamar Johnny Depp - Foto: Getty Images
Amber Heard foi considerada culpada por difamar Johnny Depp - Foto: Getty Images

Nesta quarta-feira, 1, o júri deu o veredito da briga judicial entre Johnny Depp (58) e Amber Heard (36). As duas estrelas de Hollywood foram condenadas por difamação. 

Depp processou a atriz por difamação, e os jurados do Tribunal do Condado de Fairfax no estado americano da Virgínia considerou ambos culpados. Porém, Amber terá que pagar 15 milhões de dólares para o ator, enquanto Johnny foi condenado a pagar 2 milhões de dólares para a atriz de "Aquaman".  

Em três pontos que Depp apontava ter sofrido difamação da ex-esposa, o juri concordou com todos. Já nos três apontamentos da parte de Amber, os jurados apenas concordaram com uma. O júri ainda afirmou que Heard agiu com "malícia". 

O ator de "Piratas do Caribe" não estava presente no tribunal, e foi para o Reino Unido se apresentar em um show. Amber compareceu ao tribunal e comentou a decisão do juri: "A decepção que sinto hoje vai além das palavras". 

Entenda o caso

Johnny Depp processou Amber Heard após um artigo publicado em dezembro de 2018, em que a atriz relatava abusos domésticos sem citar o nome de Depp. No processo, o ator pedir 50 milhões de dólares. 

Amber contra atacou, acusando um antigo advogado do ex marido de tê-la difamado. A atriz pedia 100 milhões de dólares. 

O casal se conheceu nas gravações do filme "Diário de um Jornalista Bêbado", e se casaram em 2015. Após dois anos juntos, Amber e Johnny se divorciaram.