Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

Xuxa contra o abandono de animais

Estrela visita abrigo e vira madrinha de programa de adoção

Redação Publicado em 10/05/2011, às 20h01 - Atualizado em 11/05/2011, às 01h33

Xuxa recebe de Cynthia Schoenardie placa de agradecimento pelo apoio ao programa. - GIANNE CARVALHO
Xuxa recebe de Cynthia Schoenardie placa de agradecimento pelo apoio ao programa. - GIANNE CARVALHO
O seleto grupo de amigos que frequenta a casa de Xuxa Meneghel (48), no Rio, sabe de sua forte ligação com os animais. Os seus quatro cães - três yorkshires e um shitzu -, por exemplo, convivem em perfeita harmonia com os pássaros, que ficam soltos pelo local. "Às vezes, me sento no chão para comer com os cachorros em volta, os passarinhos ali também. É engraçado. Gosto de ficar do tamanho deles, olhar no olho, cheirar. Eles devem achar que sou um cachorro diferente", brincou ela, que já teve 54 cães, quando vivia na Casa Rosa, em Vargem Grande. Em visita ao abrigo da dona Marina Bourdette (60), em Jacarepaguá, administrado pela ONG Ação Animal, mais uma vez ela demonstrou essa sua paixão, tornando-se madrinha do projeto Adotar é Tudo de Bom. A campanha visa mudar a realidade dos mais de 20 milhões de cães abandonados no Brasil, muitos deles vítimas de maus-tratos. "Dói o coração olhar alguns que chegam aqui machucadinhos. Tem muita gente má, que os tortura, prende. Mas o que queremos é tocar o coração das pessoas boas e dar final feliz a tantas histórias tristes", contou ela, que recebeu de Cynthia Schoenardie (40) e Fernanda Bortolucci (28), executivas da empresa idealizadora da iniciativa, placa de agradecimento pelo apoio. De calça jeans, bota e camiseta, Xuxa passeou pelo local ciceroneada por Aline Natal (37), diretora-fundadora do abrigo, que mantém mais de 200 animais. Durante duas horas, ela acariciou gatos e cães vira-latas, huskies siberianos e até um pitbull e se emocionou com as histórias de cada um. "Eu não gosto, eu amo bicho. Sou meio esquisita, me dou melhor com eles do que com gente. São verdadeiros. Eu os entendo, assim como eles me entendem rapidamente", frisou.