Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

VIRGINIA CAVENDISH VIAJA DOIS SÉCULOS COM A MODA

15|EXPOSIÇÃO COMEMORA VINDA DA CORTE PORTUGUESA COM REPRODUÇÕES DE TRAJES DE RAINHAS E ESCRAVAS

Redação Publicado em 06/06/2008, às 16h19

Virginia diante da reprodução da roupa de uma escrava na Casa França Brasil, Rio. - André Durão e Cristina Granato
Virginia diante da reprodução da roupa de uma escrava na Casa França Brasil, Rio. - André Durão e Cristina Granato
por Aline Novaes Recém-saída da temporada da peça do século XIX Hedda Gabler, de Ibsen (1828-1906), Virginia Cavendish (37) percorreu a Casa França Brasil, Rio, com a curiosidade de uma criança. A atriz não queria perder nenhum detalhe da exposição Mulheres Reais - Modas e Modos no Rio de Dom João VI. Parte das comemorações dos 200 anos da chegada da família real portuguesa à cidade, a mostra reproduz figurinos de Carlota Joaquina (1775- 1830), d. Leopoldina (1797-1826) e d. Maria I (1734-1816), além dos trajes das escravas. "Fiquei igual a uma menina. É maravilhoso ver como tudo começou e a influência nos dias de hoje: moda se misturando com passado, presente e futuro", disse ela, que se prepara para voltar ao palco com a peça Drama, de João Falcão (49). A mostra, em cartaz até 6 de julho, foi idealizada pela jornalista Kika Gama Lobo (43), que contou com a ajuda da figurinista Emília Duncan (48), da curadora Cláudia Fares (54) e do colunista do jornal O Dia Bruno Astuto (29). "Minha paixão é a realeza. Há 14 anos, eu estudo só rainhas. Sou biógrafo de Catarina de Medici e Maria Antonieta", contou ele. Além do prefeito do Rio, Cesar Maia (62), que promoveu a exposição, e dos secretários da área de cultura do município, Ricardo Macieira (51), e do estado, Adriana Rattes (43), o vernissage teve a presença de pessoas ligadas à moda, como a estilista Lenny Niemeyer (53) e a empresária Daniela Maia (39), filha do prefeito carioca. Entre os convidados, a promoter Lalá Guimarães (57), a exmodelo Ana Capaldi, o embaixador Marcos Azambuja (72), o cantor Nelson Sargento (83), os empresários André Ramos (33) e Bruno Chateaubriand (33) e as jornalistas Leda Nagle (55) e Glória Maria. "Moda, história, cultura, tudo se interliga. Por isso, a exposição é maravilhosa", elogiou Glória, que, além de escrever sua biografia, vem fazendo aulas de canto para gravar um CD.