Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Tom Zé arrisca um novo estilo

Conhecido por seu gosto pelo experimentalismo, o cantor e compositor Tom Zé resolveu se aventurar pelo mundo da Bossa Nova. Na próxima quarta-feira, 29, será possível conferir o resultado no Sesc TV

Redação Publicado em 23/09/2010, às 17h53 - Atualizado em 27/09/2010, às 15h54

Tom Zé - André Conti
Tom Zé - André Conti
Com a mesma irreverência encontrada em outros parceiros das décadas de 60 e 70, Tom Zé mescla um pouco mais de experimentalismo em tudo o que faz. Ele nunca se interessou em ser comercial e por isso sempre se arrisca em lançar-se em projetos desacreditados e um tanto 'malucos'. Ele recriou - uma vez mais - seu estilo musical ao tocar bossas novas. O disco Estudando a Bossa - Nordeste Plaza, de 2008, que fora revisitado na versão televisiva de Especial Musical Tom Zé - Estudando Bossa Nova para o Sesc TV, são exemplos da irreverência de Tom Zé. A apresentação que vai ao ar no dia 29 de setembro, às 22h, conta ainda com depoimentos da roqueira Rita Lee, parceira do cantor em um dos momentos mais importantes da música brasileira: o tropicalismo. "Ele não faria jamais alguma coisa que outro já teria feito. Se ele quiser mexer em Bossa Nova, ele mexe. Ele não tem preconceito e é um baiano que mora em São Paulo há séculos", resume a cantora.