Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

Tom Cavalcante esclarece mal entendido com Chico Anysio na época da 'Escolinha'

Hebe Camargo entrevista o humorista Tom Cavalcante para seu programa e ele comenta a briga com Chico Anysio quando entrou para o 'Sai de Baixo'

Redação Publicado em 07/05/2012, às 18h00 - Atualizado às 18h16

Hebe Camargo entrevista Tom Cavalcante em seu programa na RedeTV! - Reprodução / RedeTV!
Hebe Camargo entrevista Tom Cavalcante em seu programa na RedeTV! - Reprodução / RedeTV!

O humorista Tom Cavalcante (50) aproveitou a entrevista para a apresentadora Hebe Camargo (83), na RedeTV!, para esclarecer o mal entendido que aconteceu entre ele e o humorista Chico Anysio (1931-2012) no início da carreira. Depois de passar um tempo na Escolinha do Professor Raimundo, o artista recebeu o convite para participar do Sai de Baixo, ambos da Globo, e acabou brigando com o amigo por causa de sua saída, mas, com o tempo, a amizade voltou ao normal.

“O Chico me adotou como filho dentro da Rede Globo, ele me deu a oportunidade de ingressar com o João Canabrava na Escolinha. Ingressei num universo único na história da TV brasileira, porque eu consegui compartilhar meu trabalho com Grande Otelo, Walter D’Ávila, Costinha, Brandão Filho. Eu briguei com o Chico, não que eu briguei, houve um desentendimento entre pai e filho, porque eu fui fazer o Sai de Baixo. Apareceu o Daniel (Filho) e o Boni perguntando se eu queria fazer o Sai de Baixo e eu fui. Disse: ‘Chico, infelizmente, vou ter que ir em frente’. E, depois, ele entendeu. Depois disso nós fizemos as pazes e criamos uma relação muito forte de amizade. Fizemos um espetáculo juntos, que viajou o país todo”, comentou.

Ainda no bate-papo, Tom comentou o seu atual período sem um programa fixo na TV desde que deixou a Record em dezembro do ano passado. “No momento, eu me dei umas férias sabáticas. Estou como um passarinho, trepado no coqueiro, observando o ambiente. Eu estava muito cansado de estar dirigindo, escrevendo, trocando de roupa, maquiagens pesadas, fazendo variados tipos (de personagens). Eu fiz uma soma de 20 anos nessa luta e disse: ‘Vou dar uma pausa e cuidar dos meus shows, agora’”, revelou.

Como estava ao lado de Hebe, o humorista relembrou o primeiro encontro deles durante uma festa na casa da apresentadora. “Eu estava no rádio, querendo ser artista, fazia showzinho nas barracas de Fortaleza, recebia um cachê ínfimo, pequeno, quando um amigo me perguntou se eu queria ir para São Paulo, na festa de aniversário na casa da Hebe Camargo. Imagina? E, eu vim com ele para São Paulo. Aluguei um smoking ali na Augusta. Eu era um cara que só tinha na cabeça a ideia de ser artista e nunca importunei ninguém, nunca tirei o lugar de ninguém. E aí, eu vim para a sua casa e aquela noite foi muito marcante. Porque, assim que você me viu, você já me recebeu como seu fosse importante. Você disse: ‘Seja bem-vindo, vamos entrando’. Foi uma noite muito marcante”, contou.

Durante a participação no programa Hebe, Calvante fará imitações de Geraldo Alckmin (59), Silvio Santos (81), Lula (66) e Romário (45).

A entrevista irá ao ar nesta terça-feira, 8, a partir das 22h30.