Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Thelma e Duca: missão cumprida em Cordel

As autoras de 'Cordel Encantado', Thelma Guedes e Duca Rachid, festejam o sucesso da trama e agradecem ao elenco estrelado

Redação Publicado em 23/09/2011, às 17h57 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Thelma Guedes e Duca Rachid - TV Globo
Thelma Guedes e Duca Rachid - TV Globo

A novela Cordel Encantado chega ao fim nesta sexta-feira, 23, após meses fazendo o público da Globo sonhar com as histórias de seus personagens, que envolveram muita magia, reis, princesas e humor. As autoras Thelma Guedes (51) e Duca Rachid (49) estão radiantes com o sucesso da trama das 6 e estão ansiosas para ver na telinha o resultado final. “A gente tentou dar um presente para o público! Acho que essa missão foi cumprida”.

Após muitos personagens, elas destacam duas surpresas no elenco, sendo as atuações de Osmar Prado (64), o Batoré, e de João Fernandes (12), o Nidinho. Eles animaram o público com seus personagens em cenas engraçadas, como a peruca que não parava no lugar de Batoré e a busca de Nidinho ao lado de seus amigos para saber quem era seu verdadeiro pai. “Por conta do desempenho de Osmar Prado e de João Fernandes, Batoré e Nidinho, por exemplo, tiveram mais destaque na trama”, contou Duca ao site oficial da trama.

Mas não foram só os dois atores que receberam elogios das escritoras, o restante do elenco também foi destacado. “Nossas atores são maravilhosos, né? Defenderam muito bem seus personagens!”, afirmou Duca, sendo completada por Thelma. “Também acho que todos foram marcantes e especiais. Acho que Cordel é uma novela em que quase todos são protagonistas, não é? Amo demais todos eles. Para mim, seria sacrilégio escolher um! Seria como escolher um filho...”.

Cordel Encantado levou entretenimento para o público através de diversas histórias e personagens, como Açucena/Aurora (Bianca Bin) e seu grande amor, Jesuíno (Cauã Reymond), o vilão Timóteo (Bruno Gagliasso), a duquesa Úrsula (Deborah Bloch), Doralice (Nathalia Dill), Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia), Miguézim (Matheus Nachtergaele), Herculano (Domingos Montagner) e muitos outros. 

As autoras também deixam seus agradecimentos para os todos os envolvidos. “Foi uma felicidade escrever essa novela, apesar de ter sido uma trama muito trabalhosa e difícil de ser escrita. Chego ao final dessa jornada, exausta, mas com a sensação de dever cumprido. Duca e eu demos o melhor de nós duas. Acho que conseguimos realizar um bom trabalho. Agradeço ao público, que nos surpreendeu com tanto carinho pelo nosso cordel. Se teríamos feito algo diferente? Acho que não. Fomos tão honestas e verdadeiras que mesmo os erros acabaram fazendo parte da história”, afirmou Thelma. “A gente sempre teve muita confiança nessa história, mas o resultado superou minhas melhores expectativas. E acho que devemos creditar isso ao magnífico tratamento que Ricardo Waddington e Amora Mautner deram à novela, ao nosso elenco, à fotografia de Fred Rangel, aos cenários de João Irênio, ao figurino de Marie Salles e Karla Monteiro, à arte de Ana Maria de Magalhães e à toda a nossa equipe”, finalizou Duca.