Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Thammy Miranda chora com depoimento da mãe, Gretchen, no 'Domingão do Faustão'

No 'Domingão do Faustão', Thammy Miranda fala da dança de Lohana em 'Salve Jorge', chora com mensagem da mãe, Gretchen, e comenta a sua homossexualidade

Redação Publicado em 14/04/2013, às 19h42 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Gretchen com a filha, Thammy - Fabio Miranda
Gretchen com a filha, Thammy - Fabio Miranda

A atriz Thammy Miranda (30) não conseguiu segurar as lágrimas ao ouvir um depoimento emocionado de sua mãe, a dançarina Gretchen (53), direto da Europa destacando o seu trabalho na novela Salve Jorge, da Globo. A artista foi ao palco do Domingão do Faustão para comentar a repercussão de sua personagem Jô na trama de Gloria Perez(64), que na última semana virou o destaque da trama ao viver a falsa bailarina Lohana na boate de traficadas na Turquia.

Pela internet, Gretchen destacou todo o orgulho que sente da filha. “Eu estou muito orgulhosa. Sei de tudo que você passou para chegar aí, eu sei que muita gente não sabe metade do que aconteceu com você quando fez a opção de ser homossexual, muita gente não sabe que você ficou sem dinheiro para comprar nada. Apesar de eu estar fora do país, tenho muito orgulho de ver a atriz que você é, de ver como você venceu. Você é vitoriosa, não nega o sangue que temos de ser guerreiras, de batalharmos. Só quero dizer que agora você achou o seu caminho e vá em frente. Eu te amo, você é muito corajosa. Eu quero todo o sucesso e felicidade para você”, afirmou.

Emocionada, Thammy agradeceu o carinho da mãe. “A única coisa que posso te falar é que hoje eu estou onde estou porque eu nasci com 1% da garra que você tem, tenho muito orgulho de você. Hoje eu estou aqui representando não só o meu público, mas a mulher que você é. Tenho orgulho da artista, profissional e da mulher que você é. Eu agradeço muito a você, ao meu pai, meus irmãos e minha família inteira. Fico feliz em dar orgulho para vocês”.

A atriz ainda comentou a sua homossexualidade. “Muitas vezes não é uma opção, é uma condição. Se a gente fosse escolher, ninguém iria escolher passar por preconceito. Os pais tem que entender que não é escolha, simplesmente acontece, não é uma escolha nossa. Isso não muda o nosso caráter, o nosso coração. Ser assim não muda a minha personalidade, o meu caráter, tive uma vida tão regrada quantos muitos outros homossexuais”, comentou.

A repercussão da cena da dança na boate deixou Thammy muito feliz, tanto que ela revelou um detalhe dos bastidores da novela. “A gente fez a cena várias vezes. A primeira vez que dancei, estava meio travada, pela insegurança do salto alto e também estava preocupada em fazer do jeito que fazia como antigamente, com 18 anos. Mas o diretor me chamou e disse que queria uma atriz dançando, não quando eu era mais nova. Ele disse que é uma policial que quer convencer que é uma artista. Foi aí que me soltei. Eu aprendo a cada segundo lá”, declarou ela, que dançou ao lado da mãe dos 14 aos 18 anos de idade.

Thammy Miranda também destacou a barreira pessoal que teve que enfrentar para poder voltar a dançar e usar um visual mais feminino. “Mulher é capaz de muitas coisas, dizem que é o sexo frágil, mas acho que é ao contrário, somos muito fortes. Partindo do príncipio de que sou mulher, sou capaz de muitas coisas. Acho que foi uma quebra de barreira comigo mesma, achei que não era mais capaz de fazer isso, era uma imagem que eu tinha renegado. Quando a Gloria me deu essa missão, quem estava fazendo era uma atriz. Ela me deu a oportunidade de ver que posso romper mais barreiras do que achava”.

Ela destacou o trabalho ao lado dos colegas de elenco Adriano Garib(48), que faz o Russo, e Giovanna Antonelli (37), que vive a delegada Helô. “Ele é sensacional, é muito fácil gravar com ele, que me deixa muito à vontade para fazer tudo na cena. A Giovanna é perfeita. Eu cheguei lá muito crua, ia fazendo o que sentia. Se hoje eu sei qualquer coisa lá dentro, de câmera, iluminação, falar, respirar, eu aprendi com a Giovanna e o Marcelo Airoldi”, comentou.