Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Danton Mello e Ana Lucia Torre estreiam comédia em São Paulo

Com Ary França, Flavia Garrafa e Luciano Gatti, dupla estreia peça inspirada na Supermãe Judia

Redação Publicado em 17/01/2012, às 13h13 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Alegria de Ary, Ana Lucia, Flavia, Danton e Luciano - João Passos
Alegria de Ary, Ana Lucia, Flavia, Danton e Luciano - João Passos

A arte de ser mãe é a temática que os talentosos Ana LuciaTorre (66) e Danton Mello (36) levam ao palco com a vibrante comédia Como se Tornar uma Supermãe em 10 Lições, do diretor Alexandre Reinecke (42). Com os colegas Ary França (54), Flavia Garrafa (37) e Luciano Gatti (36), eles receberam amigos e familiares na pré-estreia do espetáculo, no Teatro Gazeta, em São Paulo. “Faço um jovem judeu que, ao dar uma palestra de Matemática, é atrapalhado pela mãe controladora, vivida por Ana. Ele tem um surto e resolve ensinar ao público como se tornar uma supermãe em dez lições”, conta Danton. “É a terceira peça com o Alexandre, e traz uma história com a qual qualquer um pode se identificar. Fiquei emocionado ao ler o texto e ver nele a minha mãe, Selva. Ela não pôde vir hoje, mas virá, com certeza”, explica o pai de Luisa (10) e Alice (8), da união com a ex Laura Malin (36). “Sou um pai protetor, mas liberal. Faço tudo por minhas filhas”, emenda.

Baseada no best-seller Manual da Mãe Judia, de Dan Greenburg (75), a montagem atraiu Ana Lucia à primeira vista. “Também é meu terceiro trabalho com o Reinecke. Quando estava fazendo a peça Seria Cômico Se Não Fosse Sério, há dois anos, ele me deu o texto para ler e topei na hora. Deixamos parado, porque estava gravando Insensato Coração e ele com outro projeto. Mas em novembro de 2011 começamos a ensaiar e cá estamos”, relata a mãe do músico Pedro Lobo (25). “Ele não veio porque está fazendo shows pelo Nordeste. Sou filha única e fui educada para o mundo. Meus pais tiveram essa preocupação e eu tentei fazer o mesmo com meu filho. Não sou uma supermãe como a minha personagem, mas quero dizer que Pedro é responsável pela trilha sonora do espetáculo”, diz a atriz, avó de Marcos (5) e André (3).

Com humor apurado, a peça agradou ao casal de atores Débora Falabella (32) e Daniel Alvim (37). “Gostei. É engraçada e o elenco, ótimo”, avalia Débora. “O texto é bacana e ver amigos em cena é sempre bom”, frisa Daniel. A produtora teatral Célia Forte (50), o cantor Gilbert Stein (64), os atores Cláudio Curi (57), Tuna Dwek (53), Karin Rodrigues (75), Lúcia Veríssimo (53), Flávio Galvão (62) e sua Mayara Magri (49) reforçaramo coro. “Ri muito. É um humor inteligente”, diz Tuna.