Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

SOLTEIRO, O ATOR MARCELO FARIA DECORA LAR

ELE FAZ COMPRAS EM SP E FALA DO SUCESSO DE DONA FLOR... E DO TÉRMINO COM ÍSIS VALVERDE

Redação Publicado em 11/08/2009, às 13h45

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O ator Marcelo Faria (37) amadureceu. Já não é mais o menino que estreou na novela Top Model, de 1989, como o Elvis. Embora conserve o carisma e a beleza da adolescência, ele vive nova fase, a do homem feliz e realizado, que vive como gosta. "Não sou mais moleque para ficar badalando", conta ele. Filho do ator Reginaldo Faria (72) e da psicanalista Katia Achar (60), Marcelo tem dois irmãos, o diretor Régis Faria (40) e o ator Carlos André (24), este da união de Reginaldo com a advogada Telca Malheiros (49). Caseiro assumido, Marcelo reformou o terraço de casa, em São Conrado, Rio, e foi a SP escolher os móveis da sala e utensílios de cozinha na Brentwood e na Spicy, lojas do D&D Shopping. Com ele, a arquiteta Zoe Gardini (32). Em turnê com a peça Dona Flor e Seus Dois Maridos, Marcelo falou com exclusividade à CARAS sobre o apego ao lar e a solteirice após o fim do namoro de 10 meses com a atriz Ísis Valverde (22). - Porque reformar a sua casa? - Estou sempre fazendo algo novo ali. Construi tudo aquilo entre 1998 e 2000. Reformei o terraço, pois levei muitos móveis meus para a casa que meu pai comprou na Bahia. Agora tenho de repô-los. - Você se considera caseiro? - Adoro ficar em casa. Eu a fiz pensando nisso: receber amigos. Sei cozinhar e, sempre que posso, faço peixes, carnes e molhos. - Como está a turnê da peça? - Agora que nossa D. Flor Carol Castro saiu para casar com Marco Bravo, também nosso ex-colega de cena, a peça mudou bastante. Fernanda Paes Leme, que a substitui, faz outra 'leitura' do papel. - Você fica nu em várias cenas. Teve algum problema com isso? - No início foi difícil; agora nem penso mais que estou pelado. Só é ruim quando tem molecada que zoa. Mas meu lugar no céu está garantido, pois faço alegria das senhoras. Elas ficam doidas, elogiam muito o meu bumbum. (risos) - Você está solteiro? - Sim. E feliz. Para conhecer a pessoa certa, melhor que seja apresentada a mim por um amigo. Não saio para paquerar. Os amigos sabem do tipo de mulher que gosto. - Como foi o término do namoro com Ísis Valverde? - A distância atrapalhou. No início, ela ficou dois meses fora do Brasil gravando Caminho das Índias. Depois, vim para SP com a peça, nos afastamos. Ela é mais nova que eu, tem muito o que curtir ainda. Eu estou em outra fase da vida. Mas Ísis é uma amiga, como todas as minhas ex-namoradas.