Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

SOIRÉE ELEGANTE NO SUNTUOSO ITAMARATY

15|VICE-PRESIDENTE E ESPOSA REÚNEM HEBE CAMARGO, D. LILY MARINHO E LUIZA BRUNET

Redação Publicado em 03/06/2008, às 17h53

A mulher do vice-presidente foi anfitriã de noite em prol da Abrace - Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias. - Lincoln Iff e Bruno Stuckert
A mulher do vice-presidente foi anfitriã de noite em prol da Abrace - Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias. - Lincoln Iff e Bruno Stuckert
por Maura Charlotte Vilela Emoção, solidariedade, resgate histórico e muito requinte marcaram o jantar black-tie em comemoração aos 200 anos da chegada da família real portuguesa ao Brasil, realizado no Palácio do Itamaraty, em Brasília. A anfitriã, dona Mariza Gomes (73), ao lado do marido, o vice-presidente José Alencar (76), provou mais uma vez sua natureza benemérita ao unir a sociedade em prol da instituição da qual é madrinha: a Abrace - Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadora de Câncer e Hemopatias. "Graças ao apoio destas pessoas acreditamos que será possível concluir as obras da 1ª fase do Instituto do Câncer Infantil e Hospital Pediátrico de Brasília", disse ela. "Se a festa é um sucesso, a explicação está na vontade das pessoas de ajudar", completou José Alencar. Normalmente abertos somente a eventos diplomáticos, os salões do belíssimo prédio assinado pelo arquiteto Oscar Niemeyer (100) abrigaram, excepcionalmente, um público diferente do habitual. Além da sociedade brasiliense e de autoridades das esferas diplomática, legislativa, executiva e judiciária, a exemplo da ministra do STF Ellen Gracie Northfleet (60), convidados do eixo Rio-São Paulo foram a Brasília. "Acho esse evento espetacular. As pessoas se produzem, vêm, se divertem e colaboram por uma causa nobre. É maravilhoso saber que estamos inaugurando 7000 m2 do hospital e outros 21000 ainda serão construídos", observou a apresentadora Hebe Camargo (79), que chegou com a empresária Lucilia Diniz (50). A bela Luiza Brunet (46) também marcou presença. "O que deixa tudo ainda mais bacana neste projeto é o seu cunho social. Estou muito feliz por estar aqui", falou a empresária e ex-modelo. Cerca de 600 pessoas atenderam ao chamado de dona Mariza, responsável pelo evento ao lado da primeira-dama do país, dona Marisa Letícia (58), e de dona Ana Maria Amorim (63), esposa do chanceler Celso Amorim (66), que não puderam comparecer por estarem acompanhando seus maridos em missões internacionais. Por carta, porém, o presidente Luis Inácio Lula da Silva (62) manifestou sua aprovação à iniciativa. "Agradeço o convite que me foi enviado para comemorar a vinda da família real ao Brasil, fato este que marca de maneira importante o início da História do Brasil. Desejo completo êxito nesta noite. Meu fraternal abraço a Abrace." A grande festa, oferecida em vários ambientes, começou no térreo, onde foi servido coquetel assinado pelo Adriana Buffet, também responsável pelo jantar. Ali, através de uma performance do Grupo Teatral da Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa, do Rio de Janeiro, os presentes tiveram uma pequena demonstração do que seria exibido momentos depois, no mezanino: a peça A Vinda da Família Real ao Brasil, a mesma apresentada na casa de dona Lily Marinho na abertura das festividades do bicentenário. "Vim a Brasília só para esta festa, que está maravilhosa. Já a fizemos no Rio. Agora a idéia é repetida em Brasília. Outros poderiam levá-la adiante", comentou a viúva de Roberto Marinho (1904-2003). Antes do espetáculo, a platéia se deleitou com apresentação do Quinteto de Cordas do Teatro Nacional Cláudio Santoro, com repertório eclético: Mozart, Debussy, Bizet, Chiquinha Gonzaga e Vivaldi. "Os 200 anos nos remetem à formação do Brasil como nação. Nada como o passar do tempo para reavaliar a história. Comemorar esse momento é muito importante", disse o príncipe dom João de Orleans e Bragança (54). Ao final das apresentações, dona Mariza foi surpreendida pelos abraços dos pequenos Ruan Pablo (5) e Tainara Aparecida (8), crianças assistidas pela Abrace. "A festa seguia como havíamos planejado, só não estava preparada para esta surpresa, quase desmaiei", disse a anfitriã. "Na noite de hoje, o maior luxo é ser solidário", disse a também emocionada Ilda Peliz (57), presidente da entidade. Suntuosidade ainda estava reservada para o jantar, servido no último andar do Palácio. Lá, em meio a murais de Portinari e Debret, esculturas de Ceschiatti e Brecheret e aos exuberantes jardins suspensos de BurleMarx e tantas outras obras de arte que fazem parte do acervo do Itamaraty, a decoradora Valéria Leão Bittar (42) surpreendeu a todos com uma decoração que remetia a um banquete real português em terras brasileiras. Mesas iluminadas por castiçais de prata e bronze chamavam a atenção pelo requinte da porcelana portuguesa Vista Alegre e pelos cristais lapidados em tons. O toque de brasilidade também era percebido nos arranjos de flores amarelas, além de bromélias, samambaias e arranjos de frutas tropicais. "É um momento lindo, onde estão sendo cumpridos dois papéis muito importantes: o de ser solidário e o de relembrar a história", destacou o governador do Distrito Federal José Roberto Arruda (54) ao lado da mulher, Flávia (30).