Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Shirley Mallmann: Top prioriza sua tranquilidade

Radicada nos EUA, ela opta por morar longe da agitação fashion e mostra a beleza sem retoques

Redação Publicado em 28/07/2010, às 12h50 - Atualizado em 02/08/2010, às 17h17

Em viagem ao Rio a trabalho, ela é clicada em mansão de Santa Teresa. - RENATO VELASCO/RENATO M. VELASCO COM E FOTOG
Em viagem ao Rio a trabalho, ela é clicada em mansão de Santa Teresa. - RENATO VELASCO/RENATO M. VELASCO COM E FOTOG
Há mais de 15 anos nos Estados Unidos, onde vive com o marido, o cabeleireiro Zaiya Latt (39), e os filhos, Axil (8) e Zig (2), em Long Island, NY, a top Shirley Mallmann (33) conta que, com a chegada das crianças, mudou suas prioridades de vida. "Cresci no interior e queria criá-los fora da cidade. Eles precisam de espaço para correr, andar de bicicleta, brincar com terra, com os bichos, jogar futebol. Em Manhattan há atividades culturais maravilhosas, mas quero que as crianças tenham ligação com a natureza", justifica a modelo, nascida em Santa Clara do Sul, no Rio Grande do Sul. Com a agenda cada vez mais cheia, ela diz que o ritmo frequente de viagens para o Brasil também diminiu. "Meu dia a dia acaba sendo nos Estados Unidos mesmo. Tenho vindo para cá geralmente sozinha, apenas para trabalhar. E tento vir três vezes por ano com as crianças para visitar meus pais", explica ela. Estrela do catálogo da coleção primavera-verão 2011 da estilista Adriana Degreas (38), a top desembarcou no Rio de Janeiro especialmente para as fotos. "Shirley representa bem a força da mulher. É madura, chique e bem-resolvida, mas com jeito jovem", elogia Adriana. Com 1m80 de altura, cabelos louros e "magrela" - como ela diz -, Shirley assume que não faz o tipo mulherão de praia. Mas nas fotos realizadas na mansão do empresário Olavo Monteiro de Carvalho (68), no bairro de Santa Teresa, no Rio, ela vestiu com desenvoltura e elegância as peças criadas pela estilista. "Os biquínis dela deixam o corpo lindo. E Adriana gosta de usar materiais que são chiques, luxuosos e clássicos", ressalta Shirley, que já demonstra certa dificuldade para se expressar em português. "Falo em casa, mas as gírias escapam. Uso palavras de 15 anos atrás (risos). Tenho que me modernizar", diverte-se ela. - Em casa, você costuma falar português com os filhos? - Sim, muito. Conheci a babá deles em NY, ela é do Recife. Zig fala português fluentemente, mas com sotaque nordestino. Fica uma mistura bonitinha. Acho legal porque eles são expostos a várias culturas diferentes e isso é importante no mundo atual. - Por que escolheu viver em Long Island, fora da agitação? - Há quatro anos, moro há mais ou menos duas horas de Manhattan, na praia. A casa era apenas para fins de semana, mas quando meu filho começou a estudar, eu e meu marido optamos por nos mudar para lá, onde a vida é mais tranquila. As crianças brincam na praia o tempo inteiro. A gente anda de barco, é bem gostoso. - Pensa em mais filhos? - Ah, não sei (risos). Imagina se eu tiver mais um menino? Vai virar time de futebol! Para mim, dois está ótimo, mas pelo meu marido, teríamos uns seis. Ele adora família grande. Eu também, mas gosto de trabalhar e já me sinto dividida entre a profissão e a maternidade. - É uma escolha difícil? - Sim. Muitas vezes falo não para trabalhos porque não quero ficar fora muito tempo e nem viajar bastante. Nunca mais fiz os desfiles da Europa por isso. São semanas distante da família. E se com um casal já é complicado, imagina um trio? Não dá de jeito nenhum. - Como mantém as medidas? - Tenho um bom metabolismo. Sou magra por natureza, mas vou para a academia e tenho um personal que mistura musculação com pilates e yoga. Malho dois meses, paro, depois decido voltar (risos). - E quanto à alimentação? - Não sou de dieta, mas não como muito doce, nunca ingiro frituras e adoro frutas e saladas. Eu e Zaiya mantemos uma alimentação saudável e criamos as crianças desse jeito. Na minha casa, comida fast food é uma maneira de os meninos fazerem o que a gente pede. Meu marido oferece milk shake se eles derem dez voltas na piscina. - A profissão a fez vaidosa? - Gosto de me cuidar e de me Sentir bem, mas sem exagero. Nunca fiz drenagem ou apliquei botox. Nem peeling. Só fiz uma esfoliação mais profunda, mas achei que não deu muito resultado. Foi caríssimo e desisti.