Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Sérgio Britto lança o seu livro de memórias

Na obra, ator relata os 65 anos de carreira artística

Redação Publicado em 02/06/2010, às 12h16 - Atualizado em 08/06/2010, às 14h37

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Sérgio Britto lança o seu livro de memórias - IVAN FARIA
Sérgio Britto lança o seu livro de memórias - IVAN FARIA
Aos 65 anos de atividades artísticas no cinema, na televisão e, principalmente, no teatro, o ator Sérgio Britto (86) decidiu eternizar sua história e lançou O Teatro e Eu, seu livro de memórias. "Escrevi tudo em apenas seis meses, mas foi uma experiência bastante prazerosa. Essa obra fala da minha luta com e pelo teatro", explicou ele. "Meus pais, que me criaram para cursar Medicina, me levavam com frequência ao cinema e a espetáculos. Acredito que isso tenha sido um fator determinante para minha escolha. Mas comecei por pura brincadeira. Fui substituir um ator que fazia o Rei Cláudio, no Hamlet, de William Shakespeare, e me apaixonei de vez pelo palco", acrescentou Sérgio. Na noite de autógrafos na Livraria da Travessa, em Ipanema, no Rio, o artista recebeu os cumprimentos da conceituada crítica teatral Barbara Heliodora (86). Presentes ainda antigos companheiros de trabalho, como o ator Ítalo Rossi (79), com quem Sérgio formou, em 1959, a Companhia dos Sete, um dos mais importantes grupos de teatro que o Brasil já teve. Estes dois mestres participaram ainda ativamente do Grande Teatro Tupi, que tinha Sérgio como ator e diretor e que entre os anos 1950 e 1960 encenou mais de 450 peças de autores estrangeiros e nacionais na TV, um ousado projeto.