Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Sem Chimbinha, Joelma comanda tarde de autógrafos e anuncia álbum gospel

Joelma comemora sucesso de 18º álbum da Banda Calypso e adianta trabalho solo 'para agradecer a Deus por tudo'

Laís Oliveira Publicado em 04/02/2013, às 22h58 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Joelma em tarde de autógrafos do CD Eternos Namorados - Margarete Abussamra / Abussamra Photos
Joelma em tarde de autógrafos do CD Eternos Namorados - Margarete Abussamra / Abussamra Photos

O nome do CD é Eternos Namorados, mas o grande amor de Joelma (38) não compareceu à tarde de autógrafos do novo álbum da Banda Calypso. “O Chimbinha (38) está cheio de coisas para fazer, tem que fazer um tratamento dentário”, justificou a cantora à CARAS Online, ao conduzir o evento, em livraria de São Paulo, com sua mansidão e voz calma.

“Deixa de ser linda”, elogiavam os tietes, que gritavam enlouquecidamente ao receber um olhar, sorriso ou beijo enviado de longe pela cantora. “É um prazer conviver com os fãs, é um presente que Deus me deu, do qual eu tenho que cuidar com muito carinho”, frisou ela. 

Citando Deus em várias de suas afirmações, Joelma, cuja primeira música de autoria própria é O Poder de Deus, lançado neste 18º álbum, adiantou seus planos de lançar um CD gospel no segundo semestre. “É a forma de agradecer a tudo que Deus fez na minha vida, não necessariamente para seguir a carreira gospel. Não sei, se ele quiser eu vou, mas não é a intenção”, contou. “Eu sempre trabalho com Deus, porque Ele nunca erra, sempre busco seu aval, pois assim sei que posso seguir tranquila porque vai dar tudo certo”, garantiu.

Rodeada por fãs histéricos, que tremiam e choravam ao chegar perto dela, Joelma celebrava o sucesso da Banda Calypso. “Começamos o álbum com o pé direito, já temos duas músicas em novela, o CD está prometendo muita coisa legal”, vibrou, citando Me Beija Agora, emplacada em Guerra dos Sexos, da Globo, e Quem Ama Não Deixa de Amar, que teve participação de Amado Batista (61) e está a trilha sonora de Balacobaco, da Record.