Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Sabrina Sato sobre reality do 'Pânico': 'Se eu gostar, vou namorar'

Sabrina Sato comenta a sua participação no reality show do 'Pânico na Band' em que procura por um namorado

Redação Publicado em 20/09/2012, às 21h52 - Atualizado às 22h01

Sabrina Sato - Orlando Oliveira e Francisco Cepeda/AgNews
Sabrina Sato - Orlando Oliveira e Francisco Cepeda/AgNews

Musa do Pânico na Band, Sabrina Sato (31) está se divertindo o reality show Preciso de um Companheiro, que está acontecendo dentro do programa, em que alguns candidatos disputam o coração da morena. “Agora tem 7 finalistas e estou curtindo uns três. Se eu gostar, vou namorar. Mas se não me apaixonar de verdade, não vou”, contou ela durante o Prêmio VMB, da MTV, na noite desta quinta-feira, 20.

Solteira desde o fim de seu namoro com Fábio Faria (34), Sabrina revela que, agora, a relação com o ex é apenas de amizade. “Ainda não me relacionei com ninguém desde o fim do namoro. O romance com o Fábio já terminou. Nossa história foi muito bonita, foi incrível. Temos uma amizade, mas não rola mais nada”.

Atualmente, ela se dedica a ser feliz. “Dinheiro nunca foi a minha prioridade, que na verdade é a minha felicidade. Amo meu trabalho, pois é um sonho, casar não é o meu sonho. Sempre sonhei em trabalhar em televisão e gosto de fazer direitinho, com tempo para isso”, comentou.

Após os rumores de que a sua mãe, D. Kika, poderia também trabalhar na TV, Sato diz que isso foi apenas uma confusão de um Twitter feito para a mãe. “Na verdade, foi um fã que criou um Twitter e postou algumas coisas como se fosse a minha mãe. Ela ia mandar bem se quisesse, mas está sempre comigo, é muito corrido para ela ter um quadro”, disse a morena, que tem o apoio da mãe em seu projetos. “Ela me dá conselhos sobre a vida amorosa e fala que tenho que seguir o meu coração, aproveitar a minha vida e não casar tão cedo. É claro que ela quer netos, mas não agora”.