Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Rute Gebler emociona plateia em SC

Em Florianópolis, soprano Rute Gebler canta em noite cultural que uniu música erudita com a música eletrônica

Redação Publicado em 22/06/2010, às 11h10 - Atualizado às 17h18

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A soprano Rute Gebler no palco do Teatro Pedro Ivo - Mateo Troncoso
A soprano Rute Gebler no palco do Teatro Pedro Ivo - Mateo Troncoso
O espetáculo que estava sendo esperado com curiosidade, em Florianópolis, surpreendeu o público. A 6ª edição do Acústico Brognoli deixou as pessoas, que lotaram o Teatro Pedro Ivo, na última semana, bastante emocionadas com a mistura suave e moderna da música erudita com a música eletrônica. A soprano Rute Gleber com a fervorosa apresentação da música Quem sabe, de Carlos Gomes (1836-1896), finalizou a participação no espetáculo sendo aplaudida de pé e comemorou por fazer parte do evento. "Quando aceitei o convite não imaginava a grandiosidade do espetáculo. Foi uma noite gloriosa. Ainda bem que estou viva para participar desta evolução musical", disse a soprano, sobre o pedido que recebeu do empresário Marcelo Brognoli, idealizador do Acústico, para participar do espetáculo. Dividindo o palco com Rute, o talento do DJ Daniel Kuhnen também balançou a plateia. Entre violoncelos, bateria, violinos, guitarras elétricas e o piano, ele surgiu com sua música eletrônica, na mais completa harmonia. "Foi a primeira vez que uma Camerata e um pianista tocaram uma música de um compositor brasileiro de música eletrônica. Estou emocionado e é uma pena que o Gui Borato, autor da música, não esteja aqui neste momento!", comentou Daniel sobre a emoção da ocasião e o fato de o amigo estar em turnê pela Europa. Bastante animado, o anfitrião Marcelo comentou. "Eu achei um barato esta mistura. Foi emocionante pelo ineditismo", avaliou. A empolgação contagiou até os músicos conhecidos pela discrição. O maestro Jeferson Della Rocca adorou o resultado musical. "Sabíamos que iria ficar bom, mas não sabíamos o quanto", comemorou.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!