Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Rosanne Mulholland foi escolhida apenas dois dias após o teste para Carrossel: ‘Fiquei em choque’

Escolhida para interpretar a professora Helena na versão nacional de Carrossel, Rosanne Mulholland encara seu primeiro papel de destaque em uma novela

Kellen Rodrigues Publicado em 23/01/2012, às 10h28 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Rosanne Mulholland, a nova professora Helena - Cassiano de Souza
Rosanne Mulholland, a nova professora Helena - Cassiano de Souza

Rosanne Mulholland estava na capital do país, sua cidade natal, prestes a apresentar o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, quando o telefone tocou. Era do SBT, anunciando sua aprovação para o papel principal da versão nacional de Carrossel.

“Fui chamada para gravar um teste e dois dias depois me ligaram falando que eu era a professora Helena. Foi muito rápido”, contou à CARAS Online. “Fiquei um tempo para acreditar que era isso mesmo. Fiquei meio em choque porque é uma coisa grande, importante, que muda muito a vida da pessoa. E aí eu disse: vou pensar nisso depois porque eu tenho que fazer esse trabalho agora, mas foi bem emocionante”, lembra.

Desde então, sua rotina se transformou em sequências de gravações nos estúdios da emissora paulista, a maioria delas rodeada por crianças, e uma constante ponte aérea Rio-São Paulo. “Teoricamente ainda moro no Rio, mas eu estou aqui em São Paulo direto. Vou muito pouco pra lá porque não dá tempo”.

Com 31 anos completados no último dia de 2011, Rosanne é da geração que cresceu acompanhando as aventuras e dramas de Helena e os alunos do segundo ano da Escola Mundial – a trama mexicana foi exibida pela primeira vez no Brasil em 1991. “Eu gostava da professora Helena e gostava muito dos alunos também. Eu lembro muito das histórias do Cirilo com a Maria Joaquina, do Jaime... São os que ficaram mais marcados para mim”.

Sem comparações

A versão nacional da novela, assinada por Íris Abravanel (62), terá adaptações. Uma novidade é que a professora Helena ganhará um amor. O moço, aliás, será disputado pela antagonista professora Susana, papel de Lívia Andrade (28). Mas as diferenças não param por aí. Rosanne já adianta que sua mestra não será igual a interpretada por Gabriela Rivero (47) no original Carrusel, da Televisa. “Tem características semelhantes, a bondade, a doçura, a preocupação com as crianças e tal. Mas acho que talvez a minha professora Helena tenha um pouco mais de energia que a antiga. Não tem como ser igual, né? Não quero que ninguém vá assistir esperando que vá ser igual. Não, não vai ser”.

Veterana no cinema, Rosanne é formada em Psicologia e já tem experiência em trabalhar com crianças – no período da faculdade escolheu estagiar atendendo os pequenos e deu aulas de inglês para infantes quando trocou Brasília pela capital fluminense ao decidir que iria investir na carreira de atriz. “Eu gosto de crianças. Tenho alguma experiência, digamos”.

A estreia de Carrossel está prevista para abril, ainda sem dia definido. Enquanto isso, Rosanne e seus ‘alunos’ seguem gravando em ritmo acelerado, em cenários que incluem uma sala de aula enfeitada com desenhos coloridos, um pátio também com múltiplas cores e uma temida sala da direção, mais sombria. “É muito bom chegar no trabalho e todo mundo te abraçar”.