Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

RENATA DOMINGUEZ VIVE O SONHO DO CASAMENTO

ESTRELA DA RECORD SE EMOCIONA COM O PEDIDO DO DIRETOR EDSON SPINELLO APÓS SUPERAR CRISE

Redação Publicado em 20/04/2007, às 11h57

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Depois de viver a Cecília em <i>Bicho do Mato</i>, Renata descansa na pousada Canto dos Tangarás, em Araras. Aos 27 anos, ela anuncia casamento após namoro de quatro anos
Depois de viver a Cecília em <i>Bicho do Mato</i>, Renata descansa na pousada Canto dos Tangarás, em Araras. Aos 27 anos, ela anuncia casamento após namoro de quatro anos
por Luciana Marques Há menos de um mês, Renata Dominguez (27) se concentrava para derramar várias lágrimas na gravação da cena de casamento de sua personagem, a Cecília da novela Bicho do Mato, da Record. O que ela não imaginava é que a emoção e o choro superariam em muito o que estava programado no script graças a uma surpresa preparada pelo diretor geral da trama, Edson Spinello (47), com quem Renata namora há cerca de quatro anos. "Assim que terminamos de gravar, ele se ajoelhou no altar cenográfico e me pediu em casamento. Foi lindo. Todos do elenco aplaudiram. E eu me debulhei em lágrimas", revelou ela. "Ainda não posso falar em detalhes, mas a gente casa em 2008", completou a atriz. O pedido oficial enterra de vez a crise no relacionamento. Felizes, viajam de férias nos próximos dias em roteiro que inclui cidades como Fortaleza, Orlando e Nova York. "Passamos por momentos difíceis, mas superamos tudo. Estamos felizes, namorando muito", vibrou ela, na pousada Canto dos Tangarás, em Araras, serra fluminense. Uma das principais estrelas da Record, em três anos, além da médica Cecília, sua primeira protagonista, Renata encarou papéis importantes como a vilã Branca, em Escrava Isaura, e a doce Pati, de Prova de Amor. "Sou perfeccionista e tenho autocrítica. São raros os momentos de felicidade em minha profissão. A Cecília foi um desafio. Mas ouvi vários elogios e poucas coisas negativas", afirmou ela, que tem contrato com a emissora até 2010. - O pedido te surpreendeu? - Sempre sonhei em me casar na igreja, mas achava cedo, queria passar por cada etapa do relacionamento. Mas aí o Spin me vem com esta surpresa maravilhosa. Foi um momento especial porque enfrentamos um período difícil na relação durante os 11 meses de gravação da novela. Não é fácil trabalhar junto. Existiam dias em que a gente preferia não se encontrar, porque senão não descansávamos. Falava com ele por telefone. Parece que tínhamos dado um 'pause' no namoro. Se não fosse uma relação séria, talvez não suportasse. Nos víamos no estúdio, mas ali ele era o diretor. E eu separo muito bem uma coisa da outra. Mas sabíamos que durante este período o trabalho seria prioridade. Tivemos uma relação a três (risos), com o trabalho no meio. Mas passou. Superamos todos os momentos difíceis. E vimos que nosso amor é muito grande. - Os comentários de que ele superprotegia você nas gravações te chatearam? - Anormal seria dizer que ele não ligava para mim, que me deixasse fazer a cena de qualquer jeito. Existem diretores gerais que só dirigem cenas dos protagonistas. E quando acontece da atriz ainda ser namorada dele, é natural que os comentários aumentem. Mas eu sempre fui dirigida por todos os diretores, não só por ele. O Spin é muito detalhista e perfeccionista. É assim comigo e com todos os atores. As pessoas falam, mas esquecem dos meus trabalhos anteriores com outros profissionais. É um prazer atuar com ele, que me conhece muito bem, sabe qual é o meu ponto fraco e de onde extrair mais emoção. Sou sua fã. - Quem é mais ciumento? - Ele, mas nada doentio. Já fui mais e acho que a terapia me ajudou com isso. Sou fiel e não admito traição. Não faço com ele o que não gostaria que fizesse comigo. E se fizer, que eu não saiba nunca, porque traição é o cúmulo da falta de respeito, eu não perdoaria. Não sei o dia de amanhã, amo o Spin e não estaria com ele sem amar. Passamos por fases difíceis, para ficar com ele tive até que superar problemas com a minha família. - O que aconteceu? - No início do namoro, a nossa diferença de idade de 20 anos não foi bem recebida. Nunca tinha batido de frente com a minha família, mas encarei tudo pela relação. Tinha certeza de que era isso o que eu queria. E hoje a gente até esquece esta coisa da idade, um aprende com o outro. Spin é uma pessoa carente de família. Brinco que quando o conheci, ele era emocionalmente analfabeto, sabia dirigir muito bem cenas de emoção, mas não sabia lidar com elas. Ele fala que virou outra pessoa depois que me conheceu. E o que mais valorizo na minha vida é a minha estrutura familiar. Somos cinco pessoas que não se separam nunca: eu, minha mãe, Dulce, meu pai, Roberto, minha irmã, Roberta, e minha avó Nilzete. Eles são o meu ponto fraco e o meu ponto forte. E o Spin os adotou e hoje está tudo bem. - E os cuidados com a forma? - Tenho facilidade tanto para perder quanto para ganhar peso, o difícil é manter o ideal em que me encontro hoje: 53 quilos em 1m67. Normalmente, faço uma hora de ginástica e procuro comer por dia em torno de 1220 calorias. Passo fome, mas posso brincar um pouco, não sou mais tão escrava assim da balança. Mas priorizo a saúde, porque preciso de energia em cena. Então ando sempre com um chocolate na bolsa e me preocupo em comer feijão e fígado. Só que agora estou de férias, não quero saber de dieta, tem que desligar um pouco, ser feliz. - Você teve fase loira e agora está morena. O que prefere? - Existe o mito de que o poder está com as loiras, mas eu gosto muito mais de mim morena, me sinto mais forte. O loiro me fragiliza, fico com cara de menina. - Em 2004 você sofreu da Síndrome do Pânico. Se recuperou? - Fiz terapia durante quase dois anos. A médica me deu alta, mas eu ainda não me dei. Continuo indo às sessões porque me perco um pouco quando estou trabalhando. Sou tão perfeccionista, autocrítica e dedicada, que sofro muito. Então é bom ter uma ajuda. Agradecimentos: Oliveiras da Serra, Agilita, Lenny, Leeloo, Mary Zaide, Nuit Nuit e Santa Cor; Produção: Chris França; Beleza: DuhFOTOS:CADU PILOTTO