Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

RELAX DE FAFÁ DE BELÉM NA SERRA

Cantora apresenta a Estação das Águas, novo espaço do Kurotel

Redação Publicado em 29/12/2008, às 22h13 - Atualizado em 31/12/2008, às 13h08

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A característica risada de Fafá de Belém (52) explicita sua alegria por estar no Estação das Águas, o novo centro de tratamento do Kurotel - Centro de Longevidade & Spa, em Gramado, dedicado a procedimentos estéticos e terapêuticos exclusivos à base de água. "Tem tudo a ver comigo estar nesse novo espaço do Kurotel, para onde venho há 17 anos. Este é um lugar de reeducação, de reaprender a se cuidar. Mais do que estar em um spa, aqui posso ter um tempo comigo. Não sou de buscar soluções mágicas... E, além do mais, adoro água, o que está de acordo com essa novidade", declarou Fafá. Curtindo o clima de bem-estar do luxuoso spa serrano, a polivalente artista contou como faz para lidar com suas várias atividades: além de ser cantora de sucesso, coordena a própria produtora, a Caiapó, e ainda trabalha como atriz - recentemente, tem sido vista na tela da Record, no elenco das novelas Caminhos do Coração e sua continuação, Os Mutantes. Além disso, Fafá estará no cinema, no inédito Amazônia Caruana, da diretora Tisuka Yamasaki (59). Durante sua estada em Gramado, Fafá também revelou seus planos de férias de verão: passear pelo interior da França e de Portugal - país onde tem uma carreira de êxito há 23 anos, junto com a filha, a também cantora Mariana Belém (28), do seu casamento com o saxofonista Raul Mascarenhas (55). O giro termina na segunda quinzena de janeiro, pois a artista tem show programado no Mistura Fina, no Rio de Janeiro. Ainda neste mês, ela deve relançar o CD e DVD Fafá de Belém ao Vivo, assim como o CD Meu Fado e o DVD Portugal do Meu Coração. Também tem o projeto de gravar um DVD do espetáculo Meu Fado Tropical, com músicas de autores portugueses e brasileiros. Mesmo com a agenda lotada, Fafá avisa que procura um amor: "Estou querendo me apaixonar." - Há muitos anos você é uma cliente do Kurotel. Você se cuida muito? - Venho para cá há 17 anos, e temos uma relação de confiança. A gente tem uma vida muito atribulada. Além de cantar, tenho a minha produtora, a Caiapó. Você termina se estressando, mesmo que esse stress seja positivo. A vida cobra muito da gente. Faço tratamentos geriátricos há muito tempo, já devido a esse ritmo frenético em que vivo. Tenho que tirar esses dias para mim, e agora com esse novo centro de tratamento, com banhos e massagens maravilhosos... é o máximo. Sempre tive quilos a mais do que o peso estabelecido para mim. É o meu biotipo Não como fritura e não gosto de doces, mas como e bebo bem, com limites. Faço exercícios e tomo muita água. Mas digo que me resolvi com o cinema. Sou do tempo da modelo Twiggy, magérrima, como o padrão, mas um dia vi a Sophia Loren em um filme, com suas formas exuberantes. Ali percebi que poderia ser feliz (risos). - Sem sacrifícios extremos ou apelar para plásticas... - É um caminho perigoso esse de sair acreditando nas soluções mágicas para um corpo e rosto perfeitos. Tenho pena das meninas bulímicas e anoréxicas, por exemplo. Algumas pessoas saem usando tudo ao mesmo tempo e o resultado é desastroso. Na real, o caminho da felicidade está dentro da gente. Se você está perdida, vá procurar a meditação, a psicanálise, para resolver a alma. Tem que saber ver o tempo chegar. E se você for generoso pode atravessar esse tempo com uma alma de 20 anos. - Qual a fórmula para manter uma carreira de sucesso como a sua durante 33 anos? - Eu gosto de gente, de pessoas, da carreira que abracei e na qual mergulho e me dedico de corpo e alma. Como criei a minha produtora há cinco anos e trato dos shows e discos, não dependo de cantar o que as rádios exigem. Fico de acordo com o que eu quero mostrar para o meu público. - E em relação à carreira de sua filha, a Mariana? - Somos mãe e filha e muito amigas, companheiras. Mas não misturo as coisas. Deixo ela coordenar sua profissão, sua equipe. Dirigi o último show dela, Árvore, que está lindo, mas Mariana decide o seu rumo. Ela está num momento muito bacana e vamos comemorar esse ano que passou e os próximos projetos com uma linda viagem pela França e por Portugal. Mas será para aproveitarmos mesmo, juntas. - Você fez duas novelas seguidas e está no próximo filme da Tisuka Yamasaki. Vai investir mais na carreira de atriz? - Espero que sim. Comecei fazendo teatro em Belém, antes de virar cantora. Depois fiz participações e atuei no filme Garotas do ABC, do Carlos Reichembach. Aos 50 anos, disse que queria mudar a minha vida e lancei para o universo... Daí vieram as novelas na Record- para as quais fiz cursos de interpretação e dicção -, uma proposta nova, que adorei. Depois, o trabalho com a Tisuka, que é ótima, e ao lado de nomes como José Mayer, Letícia Sabatella e Daniel Filho. Gostaria de atuar em um musical infantil. - E o amor está nos seus planos para este novo ano? - Claro. Estou solteira e quero me apaixonar neste ano, encontrar um grande amor. Sempre vivo meus relacionamentos intensamente, então os considero casamentos. Mas não me pergunte quantas vezes já casei (risos). Nunca entendi o casamento como meta de vida. Nada para mim é para sempre. Minha meta foi ter independência financeira e poder conhecer o mundo. Então acho que estou conseguindo seguir um bom caminho.