Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Regina e Fernanda

Afroreggae com Caetano e Gil

Redação Publicado em 31/05/2010, às 19h02 - Atualizado em 01/06/2010, às 16h35

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Regina Casé faz o símbolo da vitória com Fernanda Abreu na inauguração do Centro Cultural Waly Salomão, na comunidade de Vigário Geral. - GEORGE MAGARAIA / IMAGENS MAGASAC
Regina Casé faz o símbolo da vitória com Fernanda Abreu na inauguração do Centro Cultural Waly Salomão, na comunidade de Vigário Geral. - GEORGE MAGARAIA / IMAGENS MAGASAC
Madrinha do AfroReggae, a atriz Regina Casé (56) comandou a inauguração do Centro Cultural Waly Salomão, na comunidade carioca de Vigário Geral. O espaço é um dos projetos sociais desenvolvidos no local pelo grupo ligado às artes criado em 1993, quando 21 moradores da área foram assassinados. "O AfroReggae já chegou na Índia e na Colômbia. É justo que chegue com força também nesta comunidade", afirmou Regina, abraçada à cantora Fernanda Abreu (48), casada com Luiz Stein (54), designer gráfico do prédio de quatro andares. Emocionados, Caetano Veloso (67) e Gilberto Gil (67) cantaram Haiti, parceria deles que fala de violência e discriminação racial, com LG e Anderson Sá (31), do AfroReggae. Caetano Também elogiou a escolha do nome do poeta e compositor Waly Salomão (1943-2003), com quem participou do movimento tropicalista na década de 1960, para batizar o centro. "O Waly eu conheço desde a juventude na Bahia. Fomos amigos. Era um grande entusiasta desse projeto cultural e social do AfroReggae", afirmou Caetano.