Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Première de 'Gonzaga' reúne vips em cinema de São Paulo

Julio Andrade, Silvia Buarque e Chambinho do Acordeon falaram à CARAS Online sobre a produção sobre a história do Rei do Baião e do filho; diretor Breno Silveira deverá fazer minissérie na Globo com o tema

Redação Publicado em 16/10/2012, às 21h58 - Atualizado em 17/10/2012, às 04h54

Silvia Buarque, Chambinho do Acordeon, Julio Andrade e Breno Silveira - Manuela Scarpa/FotoRioNews
Silvia Buarque, Chambinho do Acordeon, Julio Andrade e Breno Silveira - Manuela Scarpa/FotoRioNews

Aconteceu em São Paulo, na noite desta terça-feira, 16, a pré-estreia paulistana de Gonzaga - De Pai para Filho. A première reuniu Julio Andrade (31), Silvia Buarque (43), Chambinho do Acordeon (32), Land Vieira (20) e Adélio Lima (40)que fazem parte do elenco; e Breno Silveira (48), responsável pela direção do longa.

No filme, Chambinho (que é sanfoneiro), estreia como ator no papel do Rei do Baião. "Foi uma responsabilidade grande. Fiquei me perguntando se daria conta. Aí decidi encarar o Luiz Gonzaga como um personagem. Porque se fosse encará-lo como mito não conseguiria fazer", disse à CARAS Online. "A Nanda Costa (26) me ajudou bastante, me deu vários toques", contou. No filme, a atriz interpreta Odaléia, par romântico de Gonzaga.

Julio ficou com a responsabilidade de interpretar Gonzaguinha. "É um momento muito feliz da minha vida. Porque além de ator e de músico, sou muito fã de Gonzaguinha. É uma felicidade dobrada", afirmou. "Eu já tinha o Gonzaguinha dentro de mim, só coloquei para fora", completou.

Silvia, que deu vida a Dina, mãe adotiva de Gonzaguinha, ressaltou a beleza da trama. "É uma história de romance, quase de novela. São duas vidas muito bonitas e conflituosas [de Gonzaga e Gonzaguinha]. A Dina criou o Gonzaguinha, já que a mãe dele morreu muito cedo. Ele a considerava como mãe, então coloquei todo o meu coração".

Para Breno, os sete anos de trabalho até que filme fosse lançado não significa o fim do envolvimento artístico com a vida dos músicos. O diretor revelou que tem um projeto de uma minissérie com a Globo. "A gente vai poder contar ainda mais do que está no filme. Mas isso vai acontecer só daqui um tempo", disse.

A pré-estreia ainda reuniu outros famosos como Malvino Salvador (36), Gabriel Braga Nunes (40), Marisa Orth (48) e Bárbara Paz (37).