Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Tânia Alves: 'Enfrentei a pobreza'

Tânia Alves lança biografia, recebe homenagem da Câmara de Deputados e se prepara para estrear espetáculo baseado nas músicas de Chico Buarque. Em entrevista à CARAS Online, ela ainda revela sua preocupação com o corpo e confessa que enfrentou a pobreza

Redação Publicado em 23/09/2011, às 15h20 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Tânia Alves - Divulgação/ Rede Globo
Tânia Alves - Divulgação/ Rede Globo

Tânia Alves (58) está em fase de celebração. Nessa quinta-feira, 22, ela foi homenageada com a Medalha Tiradentes – honraria dedicada às pessoas que prestaram serviços relevantes à causa pública – na Câmara dos Deputados do Rio de Janeiro. No mesmo evento, ela aproveitou para lançar sua biografia: Tânia Maria Bonita Alves.

“A Imprensa Oficial me selecionou para fazer minha biografia. Eu fui convidada, o autor [Fernando Cardoso] me ligou e eu aceitei”, conta Tânia, em entrevista exclusiva à CARAS Online. “Foi uma honra, é uma coisa que vai ficar para sempre, é o reconhecimento do meu trabalho. E ao mesmo tempo foi muito engraçado, porque biografia normalmente se faz de quem já morreu, e depois do livro eu já fiz tanta coisa que vou precisa lançar a segunda parte (risos)”, comenta.

A atriz e cantora acredita que as pessoas vão se interessar por sua história e por sua batalha para vencer no teatro. “Enfrentei muitos desafios, principalmente no começo de tudo. Eu larguei o conforto da família e até morar em teatro eu já morei, dormi no chão, comia uma vez por dia, enfrentei a pobreza...”, revela.

Mesmo com sua história de vida e experiência na carreira, Tânia não acha que o livro servirá para dar ‘conselhos’ aos novos atores. “Hoje tudo é muito diferente, ninguém passa fome, ninguém sofre como a gente sofria na minha época. A única coisa que poderia falar para os jovens é: cuide bem do seu corpo, da sua voz, esteja preparado e cuide da sua imagem”, diz.

Por falar em imagem, Tânia faz exercícios diários e segue uma alimentação super saudável para manter o corpo em dia. Ela está feliz com o resultado de seu esforço: “Eu me sinto mais confortável com meu corpo agora do que quando tinha 20 anos. Ou quando tinha 13, por que eu era muito magra (risos).”

Além da biografia, a atriz também está trabalhando em dois projetos. O primeiro é a divulgação do SPA Maria Bonita, em Friburgo, do qual é uma das sócias, e o segundo fica por conta do espetáculo Palavra de Mulher, que estreia em outubro no Teatro Cleyde Yáconis, em São Paulo. “É uma peça só com músicas do Chico Buarque, com eu, Lucinha Lins e Virgínia Rosa no elenco”, avisa.