Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Pery Ribeiro morre aos 74 anos

Pery Ribeiro sofreu um infarto agudo do miocárdio, enquanto se recuperava de uma edocardite

Redação Publicado em 24/02/2012, às 13h47 - Atualizado às 13h51

Pery Ribeiro - Arquivo CARAS
Pery Ribeiro - Arquivo CARAS

Pery Ribeiro morreu na manhã desta sexta-feira, 24, aos 74 anos, vítima de um infarto. O cantor e compositor estava internado há 15 dias no Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Niterói, no Rio de Janeiro, para tratar de uma endocardite – infecção nas membranas das válvulas cardíacas.

Filho da cantora Dalva de Oliveira e do compositor Herivelto Martins, Pery iniciou sua carreira aos três anos de idade, quando dublou o anão Dengoso no filme Branca de Neve e Os Sete Anões, da Disney.

Aos cinco anos, Pery atuou no filme It’s All True, de Orson Welles, filmado no Brasil. Já adulto, com 22 anos, começou a trabalhar na TV Tupi como operador de câmera.

Seguindo os passos de seus pais, ele lançou seu primeiro disco em 1960. Na carreira musical, ficou conhecido por ter feito a primeira versão comercial de Garota de Ipanema, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes. Ele lançou 12 discos em sua vida.

Na década de 1970, Pery viajou o México e os Estados Unidos trabalhando com o jazz. Ao longo de sua carreira, ele ganhou mais de 60 prêmios, incluindo o Troféu Roquette Pinto, o Chico Viola e o Troféu Imprensa.