Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Paulo Coelho: ‘quero ser feliz e ter a companhia da minha mulher’

Em entrevista à Ana Maria Braga, o escritor e compositor Paulo Coelho ainda falou de seu casamento com a artista plástica Christina Oiticica, além de comentar sobre as redes sociais

Redação Publicado em 25/11/2011, às 10h41 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Paulo Coelho e Ana Maria Braga - Viviane De Marco/Tv Globo
Paulo Coelho e Ana Maria Braga - Viviane De Marco/Tv Globo

O Mais Você exibiu um programa diferenciado na manhã desta sexta-feira, 25, em que a apresentadora Ana Maria Braga (62) conversou com o escritor Paulo Coelho (64), durante uma visita a sua casa em Genebra, na Suíça. Sem dar entrevistas há mais de dois anos, o também compositor, que escreveu mais de trinta músicas ao lado de Raul Seixas (1945 - 1989), falou do seu atual momento pessoal e profissional.

“Decidi uma coisa na minha vida: Quero ser feliz, ter saúde, ter a companhia da minha mulher (a artista plástica Christina Oiticica, 59) e fazer as coisas que gosto de fazer. Nós moramos aqui, mas temos uma casa no Pirineus (uma cordilheira no sudeste da Europa) e uma casa no Brasil. Tenho um escritório em Barcelona, um no Brasil e uma assistente aqui. Estou sem nenhum projeto atualmente por causa das redes sociais. Tenho meu twitter, meu facebook e meu blog, onde posto coisas novas todos os dias”, contou Paulo, que também comentou sobre as mudanças que a internet proporciona. “Uma nova linguagem. A literatura para por uma revolução. Precisamos ser diretos”.

Sobre seu casamento, ele afirmou. “A Cris foi minha solução. Somos casados há 32 anos e depois que a encontrei tudo mudou. Nossa história também teve bombardeios, mas soubemos cultivar esse amor”. Ao lado dele, ela acrescentou. “Quando estou com ele, não tenho nenhuma preocupação. Ele cuida de tudo”

O casal, que passa alguns momentos afastados devido às viagens do escritor, garantiu que esses períodos não atrapalham na relação. “Às vezes não estou com ele, mas meu coração o acompanha. Acho mais importante a posição dele e o trabalho dele. Em primeiro lugar ele e em segundo lugar eu. Também tenho minha vida e as viagens que gosto de fazer”, disse Christina. Paulo completou, dizendo que nem mesmo possíveis ciúmes também não prejudicam o relacionamento. “Ciúme é normal. Mas ela sabe que amo ela desesperadamente”, declarou.

Ao mostrar a cozinha de sua casa à Ana Maria, o compositor revelou quais são suas preferências na culinária. “Minha comida favorita é o cuscuz marroquino, mas sabe qual é a melhor comida do mundo? O pão! Posso comer pão dia e noite. Já a melhor cozinha do mundo é a chinesa”, disse ele, que também mostrou gostar de pratos preparados em sua própria residência. “Hoje em dia não vou mais a restaurantes. Prefiro comer em casa”, destacou. “Acordamos tarde, tomamos um café e depois preparo um jantar para gente. Não almoçamos”, acrescentou a artista plástica.

Quanto à relação que tem com seus pais, Paulo Coelho, que fugiu de casa aos 15 anos e nunca mais parou de viajar, revelou. “Eles tinham pensamentos diferente, mas hoje eles entendem. Não queria fazer eles sofrerem porque eles me amavam, mas eu precisava enfrentar as coisas. Esse conflito é importante. Um dia minha mãe veio me agradecer”, contou.

Quando perguntado se tem alguma religião, ele explicou. “A fé tem altos e baixos. Tem momentos que você se estranha, mas ao mesmo tempo sabe que a fé está presente”, destacou.

Antes de finalizar entrevista, o escritor das obras O Alquimista, A Bruxa de Portobello, O Aleph, entre outros com reconhecimento mundial, ainda declarou. “Cada vez que leio um livro meu, eu adoro. Vou continuar fazendo as coisas que sempre amei fazer”.