Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Paul Mccartney propõe combate ao aquecimento global

Músico relaciona futuro do clima a consumo individual de carne

Redação Publicado em 10/12/2009, às 11h36

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Paul Mccartney propõe combate ao aquecimento global - REUTERS
Paul Mccartney propõe combate ao aquecimento global - REUTERS
Vegetariano há décadas, o ex-Beatle Paul McCartney (67) defendeu em evento no Parlamento Europeu, em Bruxelas, que não comer carne um dia por semana é uma das atitudes mais eficazes que as pessoas podem tomar para reduzir as mudanças climáticas. O discurso foi feito apenas um dia depois de o músico iniciar sua turnê Good Evening Europe, que percorrerá cinco países no continente. "Pequenas mudanças em nossa alimentação podem ter grande impacto no futuro do planeta. Diminuir o consumo de carne, e, em consequência, sua produção, reduz drasticamente a emissão de gases à atmosfera", afirmou o cantor, que defendeu a campanha Segunda-feira sem Carne, em que as pessoas não consomem o alimento neste dia da semana. No palco, McCartney recebeu o apoio do cientista indiano Rajendra Pachauri (69), vegetariano, prêmio Nobel da Paz e presidente do conselho do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU, além de Jerzy Buzek (69), presidente do Parlamento Europeu. Em seu discurso, Pachauri citou o Brasil ao endossar a idéia do cantor. "Cerca de 70% dos trechos desmatados da Floresta Amazônica são usados a cada ano para pastos", afirmou, sobre o impacto da produção de carne ao meio ambiente. "O futuro começa com as ações que tomamos hoje", concluiu sir Paul McCartney, aplaudido de pé.