Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Oscar: 'Ninguém nunca treinou mais que eu'

Oscar Schmidt promove palestra para mais de 300 pessoas e conta histórias de sua carreira, olimpíadas e superação na cidade de Cajamar, em São Paulo

Redação Publicado em 11/12/2009, às 16h34 - Atualizado às 16h53

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O ex-jogador de basquete Oscar Schmidt participa do evento futebolístico. - ALEXANDRE CASTILHO, MARCELO SCHMOELLER E PEDRO DANTAS
O ex-jogador de basquete Oscar Schmidt participa do evento futebolístico. - ALEXANDRE CASTILHO, MARCELO SCHMOELLER E PEDRO DANTAS
Em sua visita a cidade de Cajamar, Oscar Schmidt contou fatos inéditos de sua carreira e também falou um pouco de sua vida pessoal. No encontro, realizado pela empresa Palestra e Cia, o atleta comentou estar realizado, apesar de não ter sido o melhor na categoria. "Não consegui ser o melhor atleta, mas me orgulho, pois ninguém nunca treinou mais que eu", disse. Sobre a vida pessoal, o esportista revelou como conheceu sua mulher, Cristina. "Ela chegou no momento em que eu tive uma grave lesão. Triste por não poder jogar e precisar de ajuda para os treinos, acabei conhecendo Cristina, que se dedicou durante meses e foi chave importante na minha recuperação", explicou. O evento promovido para levar histórias de superação para algumas pessoas contou com a presença de mais de 300 convidados que conheceram de perto um dos maiores ídolos do esporte brasileiro. Confira alguns números recordistas que transformaram a carreira do jogador de basquete: - Jogador que mais disputou olimpíadas (5 no total) - Mais vezes foi cestinha em olimpíadas (3 vezes) - Mais cestas de três pontos, dois pontos e lances livres em Olimpíadas - Mais pontos totais em Campeonatos Mundiais (893) - Mais pontos na carreira (49.737) - Mais pontos na carreira da seleção brasileira (7.693) - Lances Livres consecutivos em jogos da Seleção Brasileira (34 no Pan-Americano de 1979)