Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

O brilho de Juliana Alves no Chile

Reconhecida pelo seu trabalho, se destaca em noite multicultural

Redação Publicado em 02/12/2009, às 20h04

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Cercada por Julio Boca, ex-bailarino do American Ballet Theatre, e Ivan de Pineda, modelo de Versace, Kenzo e DKNY, Juliana prestigia a inauguração do Hotel W Santiago, no Chile. - Martin Gurfein
Cercada por Julio Boca, ex-bailarino do American Ballet Theatre, e Ivan de Pineda, modelo de Versace, Kenzo e DKNY, Juliana prestigia a inauguração do Hotel W Santiago, no Chile. - Martin Gurfein
Bastou desembarcar no aeroporto de Santiago para Julliana Alves (27) perceber que é também uma estrela no Chile. Ainda na fila da imigração, a atriz ouviu alguém gritar seu nome e não acreditou. "Estava carimbando o passaporte e nunca poderia imaginar que fossem falar comigo. Era um chileno, funcionário da polícia federal. E com um pedaço de papel, pedindo autógrafo. Disse que me conhecia da novela Duas Caras", diverte-se ela, que viajou para participar da inauguração do Hotel W Santiago, o primeiro da rede na América Latina. A surpresa com a calorosa receptividade aumentou ainda mais porque Juliana precisou traduzir seu autógrafo. "Sempre escrevo meu nome e as palavras saúde, paz e amor. Como ele não entendeu, fiz o gesto da pombinha e um coração com as mãos. Percebi até que todos no aeroporto me olhavam. Foi uma experiência inesperada", acrescenta a atriz, rindo, na companhia de sua empresária, Marcia Marbá (47). O carisma da brasileira também deu o tom da festa de abertura do empreendimento, localizado no sofisticado bairro El Golf. "Me senti muito lisonjeada por ter sido escolhida para representar meu país nesta comemoração", comenta a atriz, que foi cercada por jornalistas de toda a América Latina no tapete vermelho, por onde também passaram celebridades argentinas como o bailarino Julio Boca (42) - membro do Conselho Internacional de Dança CID- Unesco, em Paris -, os modelos Dolores Barreiro (34) e Ivan de Pineda (32) e os atores Antonio Bira-bent (40) e Natália Lobo (30). O evento movimentou a noite de Santiago e foi prestigiada por cerca de 1000 pessoas, entre elas brasileiros como Iran Borin (45), gerente do Banco do Brasil na capital chilena, e Rafael Nader (37), diretor de Vendas e Marketing do W Santiago. "Foi extremamente simpática a presença de Juliana. Ela realmente deu um toque de charme e elegância à noite", elogia Rafael. Empolgada, a atriz curtiu o som da banda Plastilina Mosh, que tocou sucessos de Bob Marley, além de hits como La Bamba. Antes, DJs como Dante Spinetta (32) animaram a pista. "Foi um acontecimento muito elegante e animado. Por todo canto ouvia-se música boa. E a comida foi um capítulo à parte. Foi de comer rezando e agradecendo a Deus pela bênção", estabelece Juliana, citando a culinária peruana do Osaka, um dos restaurantes do hotel. A alegria e o sucesso da celebração animaram executivos da rede W, que mantém 33 hotéis em todo o mundo, como o argentino Osvaldo Librizzi (58), presidente da divisão da América Latina da Starwood Hotels Resorts, e o português José Ponte (58), diretor de operações. "Estamos felizes de fortalecer nossa presença no Chile com uma propriedade única no portfólio da Starwood. Escolhemos Santiago pela necessidade de hotéis importantes e pela relevância da cidade como centro financeiro e cultural da América do Sul", afirma Librizzi, ao lado do empresário argentino Ricky Sarkany (52). O clima descontraído da noite não acabou nem após o evento. Já em sua suíte, Juliana contou divertida que se surpreendeu com a exibição de Duas Caras no Chile. "Estava zapeando e me deparei com a novela. Vi uma cena com a Mara Manzan e uma das minhas que não tinha assistido, na praia. Foi engraçado ouvir a dublagem, a voz é bem diferente", conta Juliana.