Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Time de astros aclama aguardado remake de Maria Adelaide Amaral

Com looks chiques, Giulia, Guilhermina, Alexandre, Murilo, Claudia e Malu cintilam na noite que lança trama global Ti Ti Ti

Redação Publicado em 21/07/2010, às 09h10 - Atualizado às 09h45

Giulia Gam, Guilhermina Guinle, Alexandre Borges, Maria Adelaide Amaral, Murilo Benício, Claudia Raia e Malu Mader - RENATA D'ALMEIDA E SAMUEL CHAVES / S4 PHOTO PRESS
Giulia Gam, Guilhermina Guinle, Alexandre Borges, Maria Adelaide Amaral, Murilo Benício, Claudia Raia e Malu Mader - RENATA D'ALMEIDA E SAMUEL CHAVES / S4 PHOTO PRESS
Fervida, como dizem os fashionistas para definir uma boa noitada, uma festa no Leopolldo Itaim, em São Paulo, celebrou Ti Ti Ti, novela da Globo que estreou na última segunda-feira, dia 19 de julho, e unirá o mundo fashion ao universo do showbusiness. Esta junção fez-se presente também na vida real, com as estrelas do elenco desfilando looks - muitos das mais recentes coleções nacionais e estrangeiras - tão elegantes quanto ousados. Entre eles, Giulia Gam (43), Malu Mader (43) e Claudia Raia (43), Alexandre Borges (44), o casal Guilhermina Guinle (35) e Murilo Benício (38), atuando junto pela primeira vez, e Maria Adelaide Amaral (68), responsável pela adaptação da obra de Cassiano Gabus Mendes (1929-1993). "Foi Cassiano quem me ensinou a ter prazer em escrever para TV. Temos nas mãos uma grande história. Me rendo a esse elenco maravilhoso. Vamos trazer de volta a alegria das novelas solares das sete", promete a autora, que une elementos de Ti Ti Ti (1985-1986), Plumas e Paetês (1980-1981), Elas por Elas (1982) e Locomotivas (1977), todas de Cassiano. "A novela só me traz boas lembranças, justamente por isso quis fazer de novo", diz Malu, ao lado do marido, Tony Bellotto (49), sobre a participação na primeira versão de Ti Ti Ti. "Fiquei feliz com o convite. Minha primeira novela foi Que Rei Sou Eu?, do Cassiano. 'Antuniana' que sou, resistia a fazer novela.Ele me convenceu", revela Giulia, de Cris Barros (37), citando o seu mestre nas artes, o diretor de teatro Antunes Filho (80). "A obra me marcou. Lembro de assisti-la com minha mãe, mas evitei revê-la", conta Murilo, que divide o set com a amada. "Tivemos apenas uma cena juntos, no primeiro capítulo. Mesmo não contracenando, estar no mesmo trabalho nos deixa com a mesma vibração", fala Guilhermina, sexy, de Roberto Cavalli (69). "É a sexta vez que contraceno com Alexandre Borges; é quase uma cláusula no contrato! Mas para tudo dar certo, antes das cenas sempre conversamos para tentar não repetir atitudes de outros papéis", fala Claudia, de saia by Reinaldo Lourenço (47) e blusa Lanvin. "Eu sou Jacques Leclair, que se finge de gay para os maridos das clientes. É um desafio para mim", revela o ator, casado com a atriz Júlia Lemmertz (47), ausente. "A ideia da adaptação partiu da Maria Adelaide. Chegou a hora de fazer essa homenagem e celebrar o mestre Cassiano. São outros tempos, então não dá para comparar a versão original com o remake. Naquela época não tinha celular, nem internet e nem o boom da moda", diz o diretor de núcleo Jorge Fernando (55). "Fiquei surpreso com a fidelidade com que Maria Adelaide adapta os roteiros de meu pai. Ela conhece bem a sua obra e tem feito um trabalho brilhante", elogia Tato Gabus Mendes (49), do elenco, e na noite acompanhado da mulher, legítima habitante do "mondo moda", a designer Mariana da Silva Telles (39). A festa reuniu ainda atores que há mais de duas décadas estrelaram as versões originais dos folhetins e agora repetem suas participações no remake, como Mila Moreira (60), Luis Gustavo (70), que vivia a dublê de estilista espanhol Victor Valentim, papel de Benício, e Paulo Goulart (77), com sua musa, Nicette Bruno (77), e a neta Vanessa Goulart (33), ambas do elenco. "Sempre tenho fôlego para novos trabalhos; entro nesta empreitada com vontade de acertar", diz Nicette, que atua com novos talentos, como Marco Pigossi (21), com sua Janaina Comes (28). "Estou adorando! Acredito que o meu personagem não existia na versão original. Tenho certeza de que a novela será muito divertida", vibra Mauro Mendonça (77), com a chique Rosamaria Murtinho (74), de Mara Mac. "É um orgulho trabalhar com gente que admiro desde pequeno", celebra Theodoro Cochrane (31), indicado pela segunda vez ao Prêmio Shell, agora pelo figurino de Escuro. Inspirado no mundo da altacostura, o cenário da festa reproduzia um pouco do clima que será exibido na TV, com bonecas, máquinas antigas, agulhas, linhas, botões, fitas métricas e, lógico, paetês. Lá, ainda, araras com peças de acervo de Alexandre Herchcovitch (38), um dos nomes da moda que terá criações expostas na trama. "Antes, tinha um certo preconceito com moda. Não conhecia. Agora sei que é também indicador social, revela comportamentos", explica Juliana Alves (28), outra beldade em cena, ao amado, o ator Guilherme Duarte (33). Outro belo casal era Thaila Ayala (24) e Paulo Vilhena (31). "É brilhante fazer parte deste trabalho que significa diversão e crescimento. A equipe é especial; o texto, irretocável", atesta Thaila, de Rosa Chá. Ainda lá, os atores Sophie Charlotte (21), Mônica Martelli (42), Humberto Carrão (18), Rafael Zulu (27), Alexandre Slaviero (26) e Leopoldo Pacheco (49), com a sempre alto-astral produtora Bel Gomes (49), e o filho, Frederico (15). "É a primeira vez que eu e Giulia trabalhamos juntos. É um encontro delicioso. A gente chora em cena, mas nos bastidores é só diversão", diz Leo, que estreia em setembro a peça Maria do Caritó.