No papel de mulher traída na TV, Débora Bloch diz que o público é machista

Débora Bloch diz que o público torce por Cadinho (Alexandre Borges) porque ele é homem e 'pode' ser infiel. "O povo é machista", acredita

Publicado quarta 27 junho, 2012

Débora Bloch diz que o público torce por Cadinho (Alexandre Borges) porque ele é homem e 'pode' ser infiel.
Débora Bloch - TV Globo / João Miguel Júnior

Desde que descobriu que o marido tem outras duas mulheres, a personagem de Débora Bloch (49) vive um drama com ares de comédia em Avenida Brasil. Ela alterna o desejo de vingança em cumplicidade com Noêmia (Camila Morgado, 37), com a saudade do marido Cadinho (Alexandre Borges, 46), e o desejo de atrapalhar a relação do ex com Alexia (Carolina Ferraz, 44). Segundo a atriz, o público simpatiza com o marido infiel porque é machista.

"O cara tem três mulheres e as pessoas torcem para ele. Porque é homem, pode fazer isso. Claro que tem um tom de comédia, o que facilita que todo mundo se identifique. Mas o povo é machista", disse à CARAS Online. "Se fosse comigo, me separaria na hora, claro. Mas não sei se picaria as roupas dele. Isso só da pra saber na hora que acontece e você perde a cabeca", completou a atriz, que participou da reabertura do Teatro Ipanema na terça-feira, 26, ao lado de Andréa Beltrão (48), no Rio de Janeiro.

Último acesso: 16 Jan 2022 - 18:33:34 (209015).

Leia também

TV CARAS