Morte de Amy Winehouse pode não ter sido causada por excesso de álcool

segunda 17 dezembro, 2012
Amy Winehouse
Amy Winehouse Getty Images


Uma nova investigação sobre a causa da morte de Amy Winehouse está em andamento porque as autoridades de Londres chegaram à conclusão que a legista responsável pela autópsia da cantora não era qualificada para o trabalho

A investigação sobre a morte de Amy Winehouse (1983-2011) sofreu uma reviravolta. Segundo o site TMZ, a cantora pode ter morrido por outro motivo que não a intoxicação por excesso de álcool.

As autoridades inglesas concluíram que a legista que dirigiu a autópsia da cantora, Suzanne Greenaway, não era qualificada para o trabalho. Isso porque descobriu-se que ela foi indicada para o cargo pelo marido, em 2009, sem que tivesse os cinco anos de experiência exigidos para a função.

Um novo inquérito está sendo aberto pelas autoridades britânicas para apurar o que realmente aconteceu com a musa de Rehab. A família de Amy afirmou que não está por trás do pedido de reabertura do caso.

Amy foi encontrada morta na casa onde morava no bairro de Camden Town, em Londres, em 23 de julho de 2011.

Atualizado sexta 10 maio, 2019 (221236)

Mais conteúdo sobre:

COMPRE E GANHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 MC Kevinho comemorou com família e amigos em seu iate particular e mostrou tudo pelas redes sociais MC Kevinho ostenta no dia de folga com festa em iate
  2. 2 Patricia Poeta encanta com foto rara ao lado da irmã
  3. 3 Gloria Maria abre o jogo sobre cirurgia de emergência
  4. 4 Flávia Alessandra chama atenção na academia
  5. 5 Nivea Stelmann emociona ao lamentar morte de amiga
  6. 6 Giovanna Ewbank posa com estilo hippie e é elogiada na web
  7. 7 Ex-BBB Rízia fala sobre como se mantém após o fim do reality
  8. 8 Juliana Paes fala sobre final de Maria da Paz no Encontro
  9. 9 Larissa Manoela comemora aniversário de seus cachorrinhos
  10. 10 Patricia Abravanel mostra final de semana em família