Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Miss São Paulo quer ser médica: 'Gosto de cuidar das pessoas'

Um dia após a vitória no maior concurso de beleza do Estado, Rafaela Butareli, a nova Miss São Paulo conversou com CARAS Online. Confira a entrevista exclusiva!

<i>Por Kellen Rodrigues</i> Publicado em 05/06/2011, às 12h56 - Atualizado em 06/06/2011, às 12h07

Miss São Paulo Rafaela Butareli - Paulo Cansini / Jornal Diário de Marília
Miss São Paulo Rafaela Butareli - Paulo Cansini / Jornal Diário de Marília
Foi por insistência do pai que a estudante de enfermagem Rafaela Butareli fez a inscrição no primeiro concurso de beleza de sua vida: o Miss Marília. Então com 21 anos e cheia de modéstia, teve receio de "não dar em nada". Venceu. Meses depois ela desembarcava em São Paulo para concorrer com outras 39 candidatas ao posto máximo da beleza no Estado. Venceu de novo. E desde a noite deste sábado, 4, ela é a nova Miss São Paulo. Em entrevista exclusiva a CARAS Online um dia após a grande vitória, ela conta que comemorou o título comendo pizza, que ainda não 'caiu a ficha', e que o plano agora é focar totalmente no Miss Brasil. "Não quero chegar lá achando que poderia ter feito mais", justifica. Aos 22 anos completados em maio, Rafaela atribui ao período em que morou na capital e jogou vôlei profissionalmente, boa parte de sua desenvoltura hoje - ela saiu de casa aos 14 anos e passou pelo Pinheiros, Bauru e Americana, até voltar a Marília para estudar. "Eu era muito tímida. Tive que aprender a me comunicar. Foi um grande aprendizado", diz. Ainda neste domingo, 5, a nova musa do Estado retorna à sua cidade natal, onde será recebida com festa. Ao seu lado, os pais, Marcos e Silvana, o irmão, Juliano, e o namorado, o estudante de medicina Adilson Silvestre. "Estou me sentindo muito sortudo. O mais sortudo do mundo", disse cheio de orgulho, garantindo que ciúme não será problema agora que a namorada ficou famosa. "Nossa relação é baseada na confiança. O que for melhor para ela eu apoio e vice-versa". Confira a entrevista completa!Como estão sendo suas primeiras horas como Miss São Paulo? - Estou super assustada vendo tanta repercussão. Ainda não deu tempo de cair a ficha. (risos) Em algum momento você tinha certeza da vitória? - Tive muita vontade de vencer, mas em nenhum momento eu tive certeza que ia ganhar. Quando ficamos apenas em duas (Mariane Silvestre, de Araraquara), que eu vi a plateia gritando por mim, me emocionei demais. Como foi a comemoração? - Fomos comemorar em uma pizzaria. Fazia tempo que não comia pizza por causa do concurso. Me dei uma folga. Eu gosto muito de doces, adoro comer 'tranqueiras'. (risos) Como você se preparou para o concurso? - Tive que fechar a boca, pegar mais firme na academia. Também comecei a fazer coisas que nunca tinha feito de estética, massagem. Tento ir à academia cinco dias por semana, mas nem sempre dá por causa dos compromissos como Miss Marília. Você está cursando enfermagem. Como é a sua rotina? - Estou no último ano de enfermagem na Unimar, mas eu quero fazer medicina. Então faço cursinho de manhã e estágio à tarde. Mas agora com os compromissos, isso vai mudar? - Vou ter que adiar um pouquinho. Tenho que aproveitar esse momento, é único na vida. Vou focar bem no Miss Brasil, me preparar muito. Não quero chegar lá achando que poderia ter feito mais. Seu namorado apóia? - Ele me apóia desde o começo. Ficou muito feliz. Do palco eu vi ele torcendo por mim. Vocês são ciumentos? - Sou cuidadosa com ele. Me preocupo no que fazer para não preocupar ele e ele também faz isso. Quando ganhei o Miss Marília o assédio aumentou muito, mas acho que eu não dou brechas para isto. Você sonha em casar e ter filhos? - Sim, quero casar de branco, entrar com o meu pai... e quero ter filhos, é o ciclo da vida. Pensa em seguir carreira artística? - Eu vou começar a ter contato com isso agora, mas acho difícil. Gosto de medicina, gosto muito de cuidar das pessoas. Se você pudesse se definir em uma palavra, qual seria? - Força. Sou uma pessoa muito forte. Acredito em mim.