Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Anos depois do romance com Ronaldo Nazário, Michele Umezu busca o sonho da total independência

Mãe de Alexander, filho de Ronaldo Nazário, Michele Umezu se dedica ao trabalho em clínica de estética em SP

Redação Publicado em 25/10/2011, às 13h36 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Em SP, a esteticista faz depilação com linha, método aprendido com amigas no Japão, em Amanda Pacheco. - Renata D'Almeida
Em SP, a esteticista faz depilação com linha, método aprendido com amigas no Japão, em Amanda Pacheco. - Renata D'Almeida

A vontade de vencer fez com que Michele Umezu (29) deixasse Dourados, no Mato Grosso do Sul, aos 13 anos para tentar a vida no Japão. Lá, foi babá, modelo, garçonete e conquistou um padrão de vida confortável. Após breve romance com o exjogador de futebol Ronaldo Nazário (35), Michele teve Alexander (6), o Alex, com quem viveu em Cingapura e na Tailândia. “Meu filho é o meu maior orgulho e o meu homenzinho. O mais importante para mim é ver meu filho feliz e perto da família dele”, ressalta ela.

Quando voltou ao Brasil, em busca do reconhecimento da paternidade de seu filho, Michele começou a fazer cursos de estética. Apaixonada pela área de beleza, começou a trabalhar em uma clínica na capital paulista. “Tenho medo, mas sei que posso trabalhar, ganhar meu dinheiro e não depender da pensão do pai do meu filho. As pessoas pensam: ‘Nossa, ela se deu bem’, mas a pensão não é tão alta assim”, comenta ela, sem revelar o valor que recebe do ex-craque. “Não quero depender de homem”, emenda ela, decidida.

A personal beauty therapist, como gosta de ser chamada, frisa que mantém boa relação com Ronaldo. O ex-atleta também é pai de Ronald (11), da relação com Milene Domingues (32), e de Maria Sophia (2) e Maria Alice (1 ano e meio), com sua mulher, Bia Antony (27). “A guarda do Alex é minha. Pelo contrato, ele fica com o pai nos finais de semana a cada duas semanas, mas o Ronaldo viaja, é ocupado, então deixo livre para pegar o Alex quando quiser”, conta ela, que fica com saudade quando o filho passa dias com o pai. “Ele ainda é o meu bebezinho”, derrete-se ela. No entanto, Michele diz que não interferirá se, futuramente, Alex decidir morar com Ronaldo. “Se ele quiser, sem problema, não deixará de ser o meu filho”, avisa, segura.