Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Martinho da Vila autografa na Bienal

Com sua eleita, Cléo, a fé na literatura musical

Redação Publicado em 13/09/2011, às 23h40 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Com sua eleita, Cléo, a fé na literatura musical - Rejane Guerra
Com sua eleita, Cléo, a fé na literatura musical - Rejane Guerra

Com sua amada, Cléo Ferreira (40), o cantor e compositor Martinho da Vila (73) lançou sua 11ª obra, Fantasias, Crenças e Crendices, na Bienal do Livro, no Rio. Bem-humorado, o consagrado sambista conta que prefere definir o trabalho, uma mistura de realidade e ficção com depoimentos pessoais sobre religião, misticismo e amor, em uma nova categoria: a literatura musical. “Digo que é um estilo diferente de tudo. Tem sido um caminho frequente, em um determinado momento, músicos deixarem a palavra dominar o seu ofício e arte”, afirma ele, que após a sessão de autógrafos viajou para Paris, onde grava dueto do sucesso Canta, Canta, Minha Gente com a cantora Nana Mouskouri (76), intérprete grega radicada na França.