Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Diva espanhola Marisa Paredes abre Festival do Rio

A diva espanhola Marisa Paredes na mostra de cinema carioca

Redação Publicado em 11/10/2011, às 14h56 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Marisa, elegante, entre Giulia Gam e as diretoras do evento, Walkiria Barbosa e Ilda Santiago. - Ivan Faria
Marisa, elegante, entre Giulia Gam e as diretoras do evento, Walkiria Barbosa e Ilda Santiago. - Ivan Faria

O Festival do Rio 2011 ganhou a bênção da diva espanhola Marisa Paredes (65). Musa de Pedro Almodóvar (62), ela abriu a noite de gala do maior evento audiovisual da América Latina apresentando a sua mais nova parceria com o cineasta, A Pele que Habito. “É um prazer apresentar o filme de um diretor controverso e querido da Espanha. É contemporâneo e democrático”, discursou Marisa, no Cine Odeon, ao lado da mestre de cerimônias Giulia Gam (44) e das diretoras da mostra, Walkiria Barbosa e Ilda Santiago (45).

A estrela se emocionou ao encontrar Caetano Veloso (69), que participou do filme Fale com Ela (2002), de Almodóvar, cantando Cucurrucucu Paloma. “Almodóvar é meu amigo. Já o hospedei aqui e na Bahia. Quando fui a Madri, fiquei na casa dele”, disse o músico, festejado pela diretora Amora Mautner (36) e pela atriz Alessandra Negrini (41).

A celebração da 13ª edição do festival, que terminará na terça-feira, 18, e durante seus 12 dias exibirá 428 filmes, entre longas e curtas de mais de 60 países, se estendeu ao Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, antiga residência da família real. Lá, convidados como a atriz Mariana Lima (39) se soltaram na pista.