Marina Ruy Barbosa: foco no futuro

Com apoio dos pais, ela investe na carreira sem perder sua adolescência

Publicado quarta 3 fevereiro, 2010

Com apoio dos pais, ela investe na carreira sem perder sua adolescência
Na Ilha de CARAS, Marina conta que concilia muito bem o trabalho, a escola e as saídas com suas amigas. - Paulo Marcos/8000 Fotografia e Sheila Guimarães
A atriz Marina Ruy Barbosa (14) gosta de enfatizar que é uma adolescente como todas as outras. Dividida entre o colégio, as aulas de canto e de piano e as gravações da próxima trama global das 6, Entre Dois Amores, sua quarta novela em sete anos de carreira, que tem estreia prevista para abril, ela conta na Ilha de CARAS que sempre arruma um tempo para sair com as amigas e curtir as descobertas típicas da idade. "Minha diferença é que aprendi a ter responsabilidades desde cedo. Não é que eu seja mais madura que as outras pessoas da minha faixa etária. O fato é que já tenho um objetivo de vida bem definido", explica a tataraneta do jurista e diplomata Ruy Barbosa (1849-1923), ao lado dos pais, Geoconda (41) e Paulo (49). Entre as atividades preferidas da ruivinha estão andar de bicicleta, ir ao cinema e jantar fora, além de assistir a shows. "Amo escutar MPB, principalmente artistas como Marisa Monte, Vanessa da Mata, Seu Jorge e Ana Carolina", enumera. Ela ressalta que a música é fundamental para a profissão. "É importante ter boa base musical e estar pronta para qualquer oportunidade que surja na área. O que, às vezes, não se consegue expressar com palavras a gente canta", avalia a atriz, que fez as novelas Começar de Novo, Belíssima e Sete Pecados, o filme Xuxa e o Tesouro da Cidade Perdida e o espetáculo 7 - O Musical, entre outros trabalhos. - É difícil conciliar sua carreira com a adolescência? - Para mim não é só um trabalho, é algo de que gosto e que me faz bem. É claro que traz responsabilidades. Mas como eu comecei pequena, cresci já sabendo que na vida você ganha coisas e perde outras. Geralmente, as gravações são mais à tarde, então posso ir ao colégio, estudar e tirar notas boas tranquilamente. Acho muito importante ter dedicação aos estudos porque é uma formação essencial, a gente vai carregar a vida toda. Mesmo encaminhada na carreira de atriz, quero muito ter um diploma universitário. - Seus amigos encaram bem essa sua maturidade? - Algumas pessoas têm preconceito, me acham metida, mas depois me conhecem e veem que não é assim. Muitos se aproximam de maneira legal, falando que as mães são minhas fãs. E meus amigos próximos, de fora do meio, ficam querendo saber o que vai acontecer na novela. Mas a melhor amiga que tenho é minha mãe. Sou filha única e conto tudo a ela, que sempre vai querer meu bem. Ela sabe dar conselhos para evitar erros. Tenho amizade com meu pai, mas com ela é coisa de mulher. - Já tem namorado? Seus pais lidam bem com isso? - Com 13 anos, namorei durante cinco meses um menino de 15, mas agora estou solteira. Meu pai estranhou no início, mas sossegou quando conheceu a família dele. Acredito que namoro tem relação com a idade. É preciso saber a hora certa de passar por cada fase da relação e tem que ter um envolvimento com confiança e sinceridade. Para eu querer namorar um menino, ele tem que ser fofinho, nada de marra. Tem que me tratar bem, ser gentil, romântico... - O que almeja no seu futuro? - Já fiz cinema, teatro, musical e seriado. Estou indo para a quarta novela, acho que tenho tudo para dar certo como atriz. Pretendo também entrar na faculdade de Cinema. Escolhi o curso porque está ligado ao meio artístico.

Último acesso: 09 Aug 2020 - 06:14:44 (139781).